19.5 C
Guimarães
Segunda-feira, Julho 15, 2024

Moreirense: não resistiu em Alvalade às estrelas nórdicas do Sporting

Economia

Fez um bom jogo, aguentou quanto pôde mas Gyökeres e  Hjulmand marcaram dois golos em seis minutos, mudando a história do jogo.

Apesar de se saber que o futebol tem os seus encantos – que ditam muitas vezes surpresas inacreditáveis – o Moreirense foi a Alvalade com uma missão impossível.

Durante 45’+1’, a equipa de Rui Borges fez uma exibição agradável, resistiu à ofensiva leonina e fez o seu jogo do agrado de muitos.

A equipa mostrava uma organização impecável em campo, cumpria um plano de jogo e uma estratégia que visava a obtenção de pontos.

Fez uma exibição agradável como aconteceu com o Porto e o Braga, nesse período. Kewin Silva brilhou pelas suas intervenções seguras aos remates dos jogadores do Sporting. Foram defesas extraordinárias, com muito mérito pessoal que foram adiando a abertura do marcador.

Gonçalo Franco. © Moreirense FC

O Moreirense não se limitou a uma defesa cerrada, equilibrou a contenda a meio-campo e André Luís fez o primeiro remate ao ferro da baliza dos três que se registaram no decorrer da partida.

Poder-se-ia dizer que o Moreirense foi de primeira nos 45’+1’. E após o reatamento sofreu o ataque das estrelas nórdicas dos leões. Dois golos em seis minutos ditaram a sorte do resultado.

A partir daí, o Sporting seria implacável na procura de um triunfo robusto. Faltava juntar Paulinho a esta avalanche atacante mas ficou claro que o Moreirense nada podia fazer, com a equipa a resguardar-se no seu meio campo, com dificuldades para construir soluções ofensivas.

O jogo manteve-se nesta tendência com Gyökeres a mostrar uma qualidade irresistível – em força e com jeito – que deu trabalho aos defesas da equipa de Moreira de Cónegos.

A equipa não perdeu nunca a sua personalidade, embora limitasse a qualidade do seu jogo, dado o pendor atacante do Sporting.

Rui Borges conseguiu que a sua equipa mostrasse disponibilidade física para enfrentar um Sporting todo poderoso com jogadores de nível excelente.

Registe-se que o primeiro golo surgiu de um remate fortíssimo de fora da área marcado por Hjulmand (54’); Gyökeres (61’) fez o 2-0 num lance em que evidenciou todas as suas qualidades de leão da área.

Ousmane Diomande (90’+5’) fez de cabeça o golo num jogo em que Moreirense sofreu três, foi mesmo no final da partida.

O Moreirense alinhou com: Kewin Silva, Fabiano, Marcelo, Maracás, Frimpong, Camacho (Antonisse 79’), Alan (Aparício 79’), Lawrence Ofori (W. Maximo 67’), Gonçalo Franco (Ismael 85’), Pedro Amador (Madson Monteiro 67’), André Luís.

Amarelos: Maracás (20’ e 88’), Marcelo (48’).
Vermelhos: Maracás (88’).

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias