10.5 C
Guimarães
Terça-feira, Maio 21, 2024

Norte 2030: 150 milhões para a CIM do Ave nos próximos cinco anos

Economia

Os oitos municípios da sub-região do Ave vão receber 150 milhões de euros em fundos comunitários ao longo dos próximos cinco anos, mais do dobro do apoio financeiro recebido no ciclo anterior.

O contrato para o desenvolvimento e coesão territorial foi firmado, em Penedono, vai permitir à sub-região do Ave implementar uma série de investimentos públicos e privados cruciais para alcançar “uma economia competitiva, um território sustentável e uma comunidade coesa” até 2030, refere Domingos Bragança, presidente da Comunidade Intermunicipal do Ave (CIM do Ave).

PUB

O reforço financeiro, inscrito no acordo rubricado por Domingos Bragança e António Cunha, presidente da Comissão Directiva do Norte 2030, vai permitir que, “numa lógica de concertação inter-municipal e de grande proximidade ao território, sejam realizados projectos estruturantes para o desenvolvimento e coesão territorial da NUT III Ave”.

Entre os investimentos previstos avultam a reabilitação e regeneração urbanas, a qualificação dos espaços públicos, a modernização das infraestruturas escolares, além de projetos significativos na gestão dos recursos hídricos e de resíduos, bem como na eficiência energética e mobilidade urbana sustentável.

Além disso, a duplicação de verba garante a continuidade de iniciativas inter-municipais de promoção do sucesso escolar e inclusão activa, da inovação e competitividade regional através do apoio a micro e pequenas empresas, e do estímulo ao emprego e ao empreendedorismo na sub-região do Ave.

Além de aumentar a capacidade de intervenção da CIM do Ave, a duplicação de fundos significa, também, “uma demonstração de confiança na capacidade de gestão de fundos comunitários por parte das entidades inter-municipais, bem como de confiança na capacidade das autarquias definirem aquilo que é prioritário para os seus territórios”, realça ainda Domingos Bragança.

A CIM do Ave, que inclui os municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela, é responsável por um território de 1451 km2 com cerca de 420 mil habitantes. Este financiamento constitui não só um importante estímulo económico, mas também uma responsabilidade acrescida na gestão de investimentos que vão robustecer a região do Ave.

Foto © CCDR-Norte

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias