12 C
Guimarães
Segunda-feira, Maio 27, 2024
Miguel Leite
Miguel Leite
Natural de Guimarães, fisioterapeuta licenciado, com mais de 10 anos de experiência profissional, tendo já tido várias experiências profissionais (meio hospitalar, clínica, ensino especial em escolas e meio desportivo/desporto de alta competição). É também pós graduado em fisiologia do exercício e fisioterapia cardiorrespiratória. Têm outras formações complementares relacionadas com a sua profissão. Faz parte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, pertencendo desta forma ao atual corpo ativo da corporação vimaranense.

Formar para evoluir

Ao longo das últimas décadas para não dizer dos últimos séculos, a natural evolução do ser humano potenciou o consequente desenvolvimento tecnológico e tudo o que isso implica. Os países mais desenvolvidos “alienam” os mais precários, fruto da sua superioridade económica e promovem o seu desenvolvimento sustentado em mão de obra mais barata.

A desigualdade impera num século em que as catástrofes naturais ganham força e as guerras saem dos livros para assumirem um papel real e assustador.

A formação é cada vez mais necessária pois as dúvidas do ser humano necessitam de respostas constantes e atualizadas. O papel de formador assume uma importância tremenda na atualidade, pois o enquadramento mundial que vivemos é desafiante em cada momento, pelo que o mesmo tem que se adaptar constantemente, no sentido de ir em conta às particularidades de cada formando e do contexto formativo em que irá prestar provas.

O formador é um uma espécie de “ser mutante”, isto porque, tem que permanecer sempre atualizado, deve promover o interesse dos formandos naquilo que se propõe apresentar, deve potenciar o espírito de entreajuda e comunicação entre todos os formandos, deve ter a capacidade de se auto motivar, passando desta forma o mesmo espírito de garra e luta aos seus “aprendizes” durante o período da respetiva formação e ao longo do percurso de vida de todos aqueles que se propõem a promover o saber estar e o saber fazer.

O formador será um espelho para o formando em certa medida, pois o mesmo utilizará o seu mentor como uma referência futura na sua ação.

As constantes “revoluções industriais” e o surgimento ao segundo de novas tecnologias de trabalho, ditam a importância cada vez mais fulcral de uma formação profissional que dote os indivíduos de ferramentas cada vez mais direcionadas para objetivar resultados de forma rápida e eficaz.

A formação profissional é fundamental no adquirir de um conhecimento atualizado e perspicaz na resposta às necessidades cada vez mais emergentes que as empresas mundiais exigem aos seus colaboradores. Porém, a formação profissional apresenta-se como uma porta de entrada não só no contexto empresarial, mas também como uma “caixa de primeiros socorros” que pode e deve ser usada ao longo das linhas das nossas vidas. Relativamente, às modalidades de formação (presencial, b-learning e e-learning), penso que todas elas tem aplicabilidade, dependendo sempre do meio em que as mesmas sejam utilizadas.

Nas modalidades presencial e b-learning, na minha opinião os ganhos na aprendizagem são superiores, principalmente no que diz respeito às aulas práticas.

Após a última pandemia (covid-19), o formato e-learning ganhou força pois possibilitou alguma normalidade mesmo com a ausência física das pessoas, mantendo alguma continuidade no ensino. Nas modalidades presencial e b-learning, na minha opinião os ganhos na aprendizagem são superiores, principalmente no que diz respeito às aulas práticas (em várias áreas profissionais é fundamental), bem como, no relacionamento entre pares e na continuidade de uma comunicação base do ser humano, que é o frente a frente, sem nenhuma barreira a limitar.

Todas as modalidades tem o seu timing, desde que sejam ajustadas ao contexto de formação que o formador se propôs a realizar.

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também