15.2 C
Guimarães
Sábado, Julho 13, 2024

Vila Nova de Sande: XL Festival Internacional de Folclore realizou-se sobre tema ‘Migrações’

Economia

O ringue exterior do Centro Social, Cultural, Desportivo e Recreativo de Vila Nova de Sande lotou o seu espaço, com a realização do XL Festival Internacional de Folclore – Vila Nova de Sande 2023.

O público preencheu todo o recinto para assistir às apresentações dos grupos participantes: o Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande (anfitrião e organizador do evento), o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Arcena (Alverca do Ribatejo), o Compañia de Danzas Ballet Scorpio da Venezuela, o Rancho Folclórico de Perosinho (Vila Nova de Gaia), o Grupo Associativo de Divulgação Tradicional de Forjães (Esposende), e ainda o LIKHA – Pilipino Folk Ensemble, Filipinas.

📸 Direitos Reservados

O programa do festival iniciou da parte da tarde com a cerimónia de recepção oficial aos grupos e entidades convidadas. Teve início a meio da tarde, pelas 17h30, e decorreu no auditório do Centro Social, Cultural, Desportivo e Recreativo de Vila Nova de Sande.

Paulo Lopes Silva e Rui Mendes. 📸 Direitos Reservados

Para além das representações dos seis grupos participantes no festival, marcaram também presença, representantes de várias entidades parceiras, entre eles: Anthony Rodrigues, presidente da direcção do Centro Social de Vila Nova de Sande; Manuel Ribeiro, presidente da assembleia geral do Centro Social de Vila Nova de Sande; Artur Monteiro, director do agrupamento de escolas Arqueólogo Mário Cardoso; António Castro, presidente da assembleia de freguesia de Sande Vila Nova e Sande São Clemente; Tiago Rodrigues, presidente da união de freguesias de Sande Vila Nova e Sande São Clemente; Olímpia Fernandes, representante e presidente do conselho fiscal da Associação de Folclore e Etnografia de Guimarães; José Joaquim Baptista, representante da Federação do Folclore Português e conselheiro técnico da região do Baixo Minho; e Paulo Lopes Silva, vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães.

Todos eles elogiaram o trabalho desenvolvido pelo Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande, não só pela realização da quadragésima edição do seu festival internacional de folclore, mas também por toda a actividade desenvolvida ao longo dos anos.

Rui Mendes, presidente da direcção do Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande, destacou a importância do folclore e da etnografia na sociedade actual, elogiou o empenho e dedicação de todos os elementos do grupo na organização do evento e agradeceu a todos os parceiros e entidades que apoiam o certame. Houve ainda oportunidade para trocar lembranças com os grupos e entidades.

📸 Direitos Reservados

Já há noite, depois do jantar convívio realizado no pavilhão Manuel de Oliveira Martins, e antes das actuações dos grupos participantes, realizou-se a cerimónia de abertura do festival, onde se entoou os três hinos oficiais dos países participantes, seguindo-se depois, a performance alusiva ao tema desta edição, as Migrações. Com o tema do festival 2023, a organização procurou homenagear homens, mulheres e crianças das suas gentes. Durante a dinâmica representativa da abertura, houve ainda oportunidade para a interpretação do tema “Meu nome é saudade”, de Luís Trigacheiro.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias