23.4 C
Guimarães
Quinta-feira, Julho 25, 2024

PS: notável reconhecimento da nova área classificada

Economia

A concelhia dos socialistas vimaranenses classifica Domingos Bragança como “pioneiro político e cultural”.

Os partidos políticos em Guimarães continuam a reagir à decisão da UNESCO de juntar Couros à área classificada do Centro Histórico.

“É um notável reconhecimento da qualidade patrimonial da nova área classificada.”

Numa nota divulgada, esta tarde, a concelhia do Partido Socialista considera que a decisão da convenção da UNESCO sobre o alargamento da lista de património cultural e natural classificado, “é um notável reconhecimento da qualidade patrimonial da nova área classificada, mas também do seu significado histórico, urbanístico e estético, referências para a humanidade”.

“Esta nova classificação também ocorre porque Guimarães, o seu Município e os vimaranenses, de há muito que colocaram o seu especial cuidado patrimonial, urbanístico e cultural, como referências que orgulham o Município e a cidadania vimaranense, agora reforçadas na sua centralidade e representatividade nacional e internacional”.

Ricardo Costa (presidente PS Guimarães). © Direitos Reservados

Sustenta ainda a concelhia do PS Guimarães que “a expansão da área Património Cultural da Humanidade, praticamente desde a Colina Sagrada até ao bairro Amadeu Miranda, passando por Couros, as ruas da Liberdade, de Camões, de Vila Flor, da Caldeiroa, até à rua D. João I, constitui um notável momento de orgulho e alavanca de qualificação patrimonial e cívica que honra Guimarães e os vimaranenses e de que o Partido Socialista, em Guimarães, desde logo por via da Câmara Municipal, presidida por Domingos Bragança, foi pioneiro político e cultural”.

Com esta classificação, o PS regista a obrigação de criar “uma zona tampão, de protecção dos bens classificados, que vai desde a encosta da Penha até à Veiga de Creixomil, garantia de preservação patrimonial, ambiental e cultural para as gerações vindouras de vimaranenses e portugueses”.

“Este galardão, que alarga, visibiliza e responsabiliza especialmente Guimarães enquanto cidade Património Cultural da Humanidade, constitui o reconhecimento, sobretudo, do trabalho ancestral de gerações de vimaranenses para a cultura universal, revelando uma realidade urbana e histórica de consolidação económica, social e cultural que permite a Guimarães conhecer-se melhor e melhor se dar a conhecer ao mundo” – conclui a mensagem dos socialistas vimaranenses.

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias