23.4 C
Guimarães
Quinta-feira, Julho 25, 2024

Grupo MCA: subscreve o Pacto Climático de Guimarães 2030

Economia

O Grupo MCA é uma das primeiras entidades a subscrever o Pacto Climático de Guimarães. A iniciativa, lançada pelo Município de Guimarães, reúne já 70 entidades e pretende chegar aos cidadãos, empresas e instituições, convidando-os para uma acção colaborativa rumo à descarbonização do território.

“Empenhamo-nos em ser agentes activos do esforço que as comunidades têm na construção de um futuro mais sustentável.”

“É cada vez mais urgente cada um fazer a sua parte, por pequena ou grande que seja, no combate às alterações climáticas”, defende Manuel Couto Alves, presidente do conselho de administração do Grupo MCA. “Estes princípios estão muito presentes na nossa estratégia e empenhamo-nos em ser agentes activos do esforço que as comunidades têm na construção de um futuro mais sustentável”, acrescenta.

O Pacto Climático de Guimarães junta cidadãos, instituições, empresas e o Município de Guimarães no compromisso de atingir a neutralidade carbónica até ao ano de 2030.

Manuel Couto Alves. 📸 Direitos Reservados

A MCA, enquanto subscritora, compromete-se, assim, a adoptar estratégias de curto, médio e longo prazo de descarbonização da sua actividade; liderar, capacitar e facilitar a adaptação da sua actividade às ambições de redução de emissões de GEE; envolver neste desígnio os vários agentes e entidades com colaboram; colaborar com o Município de Guimarães na descarbonização da sua actividade; recolher dados, monitorizar e reportar os avanços alcançados para as metas de redução de emissões de GEE e de sustentabilidade; comunicar a mensagem e metas alcançadas, garantindo a transparência dos processos e envolvendo todas as partes interessadas durante os mesmos.

“Queremos criar valor capaz de construir um futuro sustentável para as gerações do futuro.”

“O compromisso com o Pacto Climático de Guimarães alia-se ao esforço que já estamos a fazer para orientar o nosso Grupo empresarial com as melhores práticas do mercado nas diversas geografias onde estamos, não apenas a nível ambiental, mas também social e de governance”, diz ainda Manuel Couto Alves, recordando que o Grupo MCA não só promove os objectivos de desenvolvimento sustentável da ONU, como se mantém alinhado com os objectivos climáticos da União Europeia. “Queremos sempre retribuir, de forma justa e ambientalmente responsável, o apoio que recebemos dos nossos parceiros e das comunidades que trabalham connosco. Mais do que tudo, queremos criar valor capaz de construir um futuro sustentável para as gerações do futuro”, garante o grupo em comunicado.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias