14.5 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 16, 2024

PSD: propõe uma nova política económica municipal

Economia

Ricardo Araújo apresentou os eixos principais da política económica que o PSD defende para a promoção do desenvolvimento económico de Guimarães.

A captação do investimento directo estrangeiro, a diplomacia económica, a promoção do empreendedorismo a cooperação entre a universidade e as empresas e fixação do talento jovem, constam desta agenda que esta semana foi apresentada na sede concelhia dos social-democratas.

“Temos que transformar Guimarães num concelho atractivo para as empresas, que aposta no desenvolvimento económico para criar mais empregos qualificados, elevar a remuneração média dos vimaranenses e melhorar a qualidade de vida, fixando o talento” – declarou o candidato já anunciado pelo PSD para as próximas eleições autárquicas.

“Focar-se na atracção do investimento e que o investimento feito em Guimarães acrescente valor ao território.”

Defendeu ainda como prioridade, face à actual realidade e contexto social e económico, que é prioritário para o Município “focar-se na atracção do investimento e que o investimento feito em Guimarães acrescente valor ao território”.

A elaboração de um Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Guimarães, terá de ter em conta “o desígnio de afirmar Guimarães como um concelho de inovação”.

Ricardo Lobo, Rui Armindo Freitas, Eduardo Leite, Rui Machado e Ricardo Araújo. © GA!

E deverá responder a algumas questões, nomeadamente como “apoiar as empresas e indústrias tradicionais já implantadas em Guimarães, como será promovida a diversificação da economia vimaranense e do seu tecido industrial, aumentar a competitividade do concelho e colocá-lo no radar do investimento nacional e internacional”.

O PSD não se desliga da ideia de criar uma Agência para o Desenvolvimento Económico.

É esta área – Inovação – que Ricardo Araújo entende dever juntar-se à História, Património, Indústria e Cultura, de modo a identificar Guimarães “concelho de inovação”, em diferentes sectores da economia e do conhecimento e da criatividade artística e cultural.

Para o PSD a inovação há-de criar valor acrescentado, ser o motor de aumento de salários e de rendimentos, transformar o território mais inteligente e sustentável, enfrentar os desafios da descarbonização, melhorar o ambiente, e oferecer transportes públicos de qualidade.

Mas afirmar Guimarães território de inovação, implica, no entendimento do PSD, criar um contexto, ambiente e infra-estruturas favoráveis para empreendedores e startups que sejam parte da atracção do investimento e ajudem à transferência de conhecimento científico e tecnológico para as empresas.

Na apresentação que inicia a intenção de falar de economia no próximo trimestre, o PSD propõe uma actuação sobre 10 eixos: indústrias e sectores tradicionais, diversificação económica e captação de investimento, inovação, talento e empreendedorismo, turismo, comércio tradicional, agricultura e mundo rural, fiscalidade, infra-estruturas, formação e serviços públicos.

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias