11.7 C
Guimarães
Terça-feira, Maio 21, 2024

Vitória: foi a Vila do Conde à pesca de pontos e não levou as redes…

Economia

O Rio Ave ganhou de forma limpa e clara. Tinha que resolver, hoje, a permanência na Liga Portugal e conseguiu.

Do outro lado, o Vitória ‘machucado’ por questiúnculas internas andou no mar da Póvoa à busca de um rumo que era o seu e uma marca da equipa mas revelou-se um fraco pescador. Sem redes, sem bússola só parece ter visto Terra já na parte final do encontro, trazendo apenas um peixe.

PUB

Ora esta faina, arrumava com a questão do 3º lugar e colocava em causa a conquista do 4º que se podia jogar Sábado, no D. Afonso Henriques, se o Vitória conquistasse mais três pontos.

Joca (37’) rematou forte e furou o barco vitoriano, com um golo excêntrico obtido num remate colocado. E seguiu, no mar, na sua faina. Boateng (56’) fez o resto em mais um remate colocado, longe do alcance de Bruno Varela, que culmina uma jogada simples, de dois passes e um remate.

Notou-se que este Rio Ave-Vitória não foi tão competitivo como outrora, disputado com dúvidas no resultado e no vencedor.

Sentia-se que o Vitória procurava por impulsos conquistar objectivos mas notava-se que ia perdendo metas. O Rio Ave jogava com naturalidade, de forma simples, clara e com velocidade frente a um adversário que atrofiava as suas acções ofensivas, raras, desfasadas.

E isso aconteceu quando Nuno Santos (90’+4’) ainda fez o 2-1 num impulso final que não bastou para mudar a história do jogo.

Uma equipa a sofrer de uma ressaca interna que Jota Silva tentou disfarçar no final afirmando na Sport TV que “no Vitória funcionamos como uma bolha”, tentando defender que os acontecimentos desta semana não chegavam ao interior do grupo. E quando respondeu que “do presidente ao roupeiro todos estão alinhados nos mesmos objectivos”, percebeu que a duas jornadas do final da prova, o melhor mesmo é contentar-se com o 5º lugar a menos que o Braga ajude à glória final vitoriana.

O Vitória alinhou com: Bruno Varela, Miguel Maga (Ricardo Mangas 68’), Manu Silva, Borevkovic, Tomás Ribeiro (Adrián Butzke 83’), Bruno Gaspar, André André (Nuno Santos 68’), Tomás Händel, Tiago Silva, Jota Silva, Kaio César (Nélson Oliveira 57’).

Amarelos: André André (24’), Miguel Maga (39’), Jota Silva (46’), Borevkovic (70’), Bruno Gaspar (74’), Tomás Händel (86’).

Golos: Nuno Santos (94’).

Foto © Vitória SC

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias