15.1 C
Guimarães
Segunda-feira, Julho 15, 2024

Guimarães: o coração e a alma do têxtil-lar na Heimtextil em números

Economia

Reportagem 2024

Há uns anos, quem ia à Heimtextil (HT) deparava-se com a maior concentração de empresas têxteis, num esplendor do universo económico vimaranense.

Ali quase se lia o sector, por dentro, num encontro com a alma específica do têxtil-lar; e sentia-se a sua importância em Guimarães, na região e no país.

Hoje, é quase o mesmo, apesar de algumas empresas terem ficado pelo caminho. E quase todas as que resistem e não desistem de exportar os seus produtos, para além das dificuldades de contexto em Portugal e no mundo, ainda mostram a sua dimensão no país, na União Europeia e no planeta.

Ontem como hoje, Portugal tem uma posição no top 10 dos países com mais expositores, oscilando alguns lugares, para baixo ou para cima, mas permanecendo na equipa que vai a jogo, em cada ano.

Da presença do têxtil-lar, das empresas e de Guimarães na maior feira do planeta do sector, há várias leituras que se podem fazer, utilizando o número de expositores.

PUB

Sobre a presença portuguesa:

  • Portugal figura no 8º lugar do ranking mundial dos maiores expositores, depois da China (901), Índia (448), Turquia (275), Paquistão (273), Itália (129), Alemanha e Espanha;
  • É o 5º país com mais empresas no certame no ranking da Europa;
  • No ranking da União Europeia é o 4º depois da Itália, Alemanha (122) e Espanha (93) e está à frente de 17 países que participaram na edição de 2024;
  • Tem mais expositores do que as dos continentes americano, africano e da oceânia juntos;
  • Foram 65 (em 2746) os expositores (sendo dois, um a representar a Home From Portugal e outro a Selectiva Moda) – associações que promovem a representação nacional em vários certames internacionais.

Sobre a presença das empresas de Guimarães:

  • Foram 39 (em 65) as que marcaram presença (sendo uma da associação Home From Portugal cuja sede está agora localizada na cidade);
  • A representação de Guimarães é de 60% do total nacional; de 86,66% da CIM do Ave (Comunidade Inter-municipal do Ave); e de 93,84% das empresas do Norte;
  • Guimarães tem uma presença maior do que 15 países da UE-27, num universo total de 21;
  • Nenhum país da América, África e Oceânia teve mais empresas do que Guimarães na feira.

Por certo, ainda haveria outro item em que Guimarães se distinguiria entre os maiores e melhores: o de ter a maior concentração de empresas por município/concelho, mas não há forma de fazer esta avaliação com rigor.

Acresce, outro eventual item, o de Guimarães ter um dos maiores índices de produtores têxteis, onde labutam diariamente homens e mulheres. Há por certo noutras representações um número maior de expositores ligados ao design e a outros sectores mais criativos e de menor mão de obra intensiva.

Haverá por certo outros capítulos para se escreverem à volta do sector do têxtil-lar que podem contribuir para mostrar a força do sector, o que poderemos fazer ao longo ano. E até afirmar que as empresas com mais anos de vida neste sector são de Guimarães.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias