15.1 C
Guimarães
Segunda-feira, Julho 15, 2024

Ténis: Kathartika Guimarães Ladies Open renova a sua qualidade

Economia

Para além de escola, centro de formação e de prática desportiva, o Clube de Ténis de Guimarães aposta na organização de provas de nível internacional que projectam a cidade.


Tem 1100 sócios, cerca de 400 atletas – alguns deles alunos – e dedica-se a desenvolver a prática do ténis, com quatro treinadores. Mais recentemente, fez do Padel a segunda modalidade.

Para José Fernandes, actual presidente da direcção, o Clube de Ténis de Guimarães “está bem e recomenda-se”, pelo papel que protagoniza no plano desportivo e social, pelo contributo que dá à cidade na sua internacionalização através da organização de eventos desportivos de qualidade. 

E por garantir nas suas instalações que homens e mulheres, dos 8 aos 80 anos, pratiquem as duas modalidades, em níveis satisfatórios. Um clube que não tem problemas financeiros e se tornou um parceiro da Federação – no desenvolvimento da modalidade – da Câmara – na prática desportiva – e é sustentável.

A actual direcção empenhou-se em renovar os courts com mais de 30 anos de longevidade. Um investimento que chegou aos 80 mil euros, arejando o complexo desportivo, um lugar verde e urbanisticamente bem conseguido no coração de Guimarães. E reforçando a qualidade dos pisos – de betão poroso – onde jogam os atletas.

📸 GA!

As cores castanhas foram substituídas pelo azul celeste, oferecendo uma renovada paisagem com instalações que servem os propósitos desportivos e são ao mesmo tempo um espaço social, pelo convívio resultante da frequência pelos atletas e suas famílias, sempre aberta à comunidade.

O Clube de Ténis de Guimarães continua a orgulhar-se do seu passado e da sua história – concorda José Fernandes que relembra o facto de “ali terem nascido atletas de eleição, como João Sousa e as irmãs Jorge, todos pilares da selecção portuguesa”, com sucesso nacional e internacional reconhecido. 

Nos cerca de 700m2 onde o clube tem o seu espaço social e desportivo, o Ténis é modalidade rainha, que se pratica em todos os escalões, e em quatro campos de ténis; acrescem os três campos de Padel, implantado no cume do complexo desportivo com a preocupação de não desfigurar o conjunto urbanístico.

José Fernandes evidencia, entretanto, uma ambição de crescimento: “um novo court, de piso rápido, implantado num pavilhão, logo coberto”.

O seu mandato acaba em Março de 2023 e a ambição “pode ser concretizada neste mandato ou no seguinte com outra direcção”.

Acredita que ainda há espaço, num terreno existente na área onde se implanta o clube, nas costas de um outro pavilhão, de terra batida.

📸 GA!

Sobre o sucesso do Kathartika Guimarães Ladies Open, José Fernandes deixa que no seu rosto se abra “um sorriso de satisfação”.

Por vários motivos: as provas de singulares e pares decorreram sem sobressalto algum, vencedores e vencidos aceitaram a verdade desportiva resultante dos confrontos nos courts, o fair-play foi evidente durante a competição.

A organização do Clube de Ténis de Guimarães, contou com o apoio de Pedro Couto, press officer que ajudou ao êxito, pleno do torneio.

Também, o Kathartika Guimarães Ladies Open, pelo número de atletas envolvidas (41) significa um nível de atracção e audiência aceitável. Portugal e Japão tiveram seis atletas cada nesta prova, sendo o Taipé com quatro, os países que mais atletas tiveram em competição.

Grã Bretanha, França, Áustria e USA, com três, Espanha, Brasil e Sérvia com duas, completam o mosaico internacional de presenças onde Índia, Canadá, Israel, México, Alemanha e Turquia participaram com apenas uma.

O prize money do torneio era de 25 000 dólares, um factor que faz do Kathartika Guimarães Ladies Open uma prova apetecível para as jovens que procuram valorizar o seu currículo no ranking ATP. Recorde-se que a atleta francesa Adrianja Fitrimo tinha o mais baixo ranking (168), Francisca Jorge estava no 377º lugar e a sua irmã Matilde em 674º.

A cotação internacional das atletas em presença andou entre o 168º e o 1125º da portuguesa Ana Filipa Santos.

📸 GA!

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias