32.3 C
Guimarães
Quarta-feira, Julho 24, 2024

Guimarães Jazz: uma mulher na direcção de uma orquestra para encerrar festival

Economia

Pelo festival já passaram várias mulheres que se ligaram ao jazz, quer cantando quer executando instrumentos.

Mas nunca se viu uma mulher a dirigir uma orquestra: Kathrine Windfeld terá esse prazer e ficará na história do Guimarães Jazz por isso.

A dinamarquesa é, pelo seu percurso artístico, um dos nomes em maior destaque no contexto da música escandinava. Neste concerto em particular, a música do ensemble liderado por Windfeld será acompanhada por quinze instrumentistas escandinavos de inegável competência técnica e expandida pelos solistas Immanuel Wilkins e Gilad Hekselman, dois músicos de inegável talento e virtuosismo da nova geração do jazz, cuja sensibilidade musical encontra correspondência e expressão nas composições da jovem compositora.

PUB

Se a abertura do Guimarães Jazz pode ser considerada uma homenagem, ou um testemunho, conforme a interpretação, da tradição jazzística orquestral nova-iorquina (como sabemos, uma das cidades epicentrais da entrada do jazz no fluxo da modernidade), o encerramento propõe ao público do festival a apresentação um dos exemplos mais elogiados pela crítica especializada da nova vaga de orquestras europeias, em virtude do cruzamento original das especificidades composicionais e estilísticas do jazz com os princípios matriciais da música clássica oriunda do velho continente: a big band dirigida pela compositora e arranjadora que vem angariando prestígio e destaque na música escandinava.

Kathrine Windfeld. © Direitos Reservados

A carreira desta compositora, arranjadora e pianista, iniciada após um período de formação em jazz e musicologia, conhece o seu primeiro capítulo em 2011 com a fundação do seu sexteto, uma formação que ainda hoje permanece activa, mas os anos seguintes determinaram uma inflexão de foco na composição para o formato de big band.

Em 2014 Windfeld forma a sua própria orquestra de quinze músicos e grava o seu álbum de estreia, ‘Aircraft’, a que se sucederam três edições discográficas em nome próprio, nomeadamente o mais recente álbum ‘Determination’ de 2021 (este em colaboração com a Bohuslän Big Band), que contribuíram decisivamente para estabelecer a reputação crítica da jovem compositora dinamarquesa. Para além do seu trabalho na direcção dos seus ensembles, Kathrine Windfeld é também colaboradora regular de algumas das mais prestigiadas orquestras de jazz da Europa, como a Frankfurt Radio Big Band ou a Helsinki Jazz Orchestra, colaborações que confirmam o actual estatuto de proeminência deste nome promissor da música europeia.

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias