14.5 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 16, 2024

Cultura: ‘Da Quaresma à Páscoa’ com bastante animação musical

Economia

Ocorrerá de 15 a 31 de Março, tem celebrações em todos os locais religiosos da cidade e do concelho e inclui o Festival Internacional de Música Religiosa.

Paulo Lopes Silva, destaca a iniciativa, pela sua qualidade na vertente religiosa. E salienta a dimensão internacional do Festival Internacional de Música Religiosa, que terá novamente a direcção artística de César Viana.

PUB

Realizando-se numa época que se enquadra no calendário religioso, o programa ‘Da Quaresma à Páscoa’ tem “várias dimensões que acrescentamos”, ligando actos de culto a procissões, à visita pascal e todas as cerimónias da Páscoa, a momentos musicais em igrejas, santuários e basílicas, onde actuarão coros e orquestras e se produzirão espectáculos privilegiando as composições adequadas.

“Este é um cartaz turístico e cultural que marca Guimarães.”

“Este é um cartaz turístico e cultural que marca Guimarães” – sustentou o vereador da Cultura. Um cartaz com “repercussão na cidade”, enriquecido com outras valências, como a gastronómica e no qual o Município investiu 60 mil euros.

Sobre o impacto deste programa, na captação de visitantes a Guimarães, Paulo Lopes Silva, não o quantifica “uma vez que ele se realiza num tempo em que a cidade já vive um período de crescimento de turistas, um número que vai crescendo”

Destaca, também, a envolvência de várias instituições culturais e religiosas neste ‘Da Quaresma à Páscoa’ e das marcas culturais a ele associadas, inclusive na componente artística, para além de servir aos objectivos de dinamização do espaço público.

Sobre o Festival Internacional de Música Religiosa de Guimarães (FIMRG), o seu director artístico afirma que ele é “muito mais do que um festival de música religiosa”, enaltecendo a qualidade dos grupos e da música que interpretarão, privilegiando “a música própria da semana santa”.

Citou vários exemplos de obras que vão ser exibidas no festival como ‘As sete palavras de Cristo na Cruz’, a música para meditação concebida por monges budistas japoneses, de “uma intensidade espiritual muito grande”, ‘As sonatas do Rosário’, que compõem um programa diversificado.

Destacou a actuação do Quarteto de Cordas de Guimarães e do seu convidado – Francisco Leite Silva – numa versão de apoio à criação.

O FIRMG será ainda outra das atracções, decorrendo de 24 a 30 de Março e terminando com a Orquestra de Guimarães e o Coro Sinfónico Inês de Castro, na Igreja de São Francisco, onde se ouvirá a “obra monumental” de Beethoven ‘Cristo no Monte das Oliveiras’.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias