Espectáculo: “O meu velho diz que morre” junta tradição à contemporaneidade

O Grupo Folclórico da Corredoura e a Sociedade Musical de Guimarães apresentam o espectáculo no dia 17 de Setembro, em duas sessões, às 17h00 e às 21h30, no Teatro Jordão.


Os músicos e bailarinos do Grupo Folclórico da Corredoura, da Academia de Dança de Guimarães e do Conservatório da Sociedade Musical de Guimarães, orientados pelo compositor Pedro Lima e pela coreógrafa Maria Soares, aliam-se num trabalho pioneiro de fusão de elementos folclóricos e modernos.

O título e inspiração do espectáculo partem de uma das músicas mais antigas do grupo folclórico, O meu velho diz que morre. Para Henrique Macedo, presidente do Grupo Folclórico da Corredoura, “o folclore tem que preservar as tradições, mas evoluir com o mundo”.

Este consórcio artístico promete promover o cruzamento de saberes entre as diferentes instituições envolvidas e a própria sociedade; criar novos registos artísticos interseccionando identidades culturais populares e eruditas; dinamizar e diversificar a actividade etnográfica e alargar horizontes culturais.

📸 Município de Guimarães

Pedro Lima acredita que o folclore “tem potencial de se renovar como o fado fez no final do século XX”, este pode ser um passo para tal.

“É um espectáculo heterogéneo, constituído por grupos muito diferentes e diversos”.

Maria Soares explicou, na conferência de imprensa, que este concerto/bailado procura desconstruir os movimentos, sons e imagens do folclore, demonstrando que esta secular tradição enraizada desde os tempos imemoriais não cristalizou. “É um espectáculo heterogéneo, constituído por grupos muito diferentes e diversos”, acrescenta.

O espectáculo é apoiado pelo Município de Guimarães, no âmbito do programa IMPACTA – Investimento Municipal em Projectos e Actividades Culturais, Territoriais e Artísticas, e resulta de uma residência artística que coloca em diálogo o folclore e a música erudita, o tradicional e o contemporâneo.

A entrada é gratuita, mas sujeita a levantamento de bilhete, a partir das 11h00 de Sábado no Centro Cultural Vila Flor e 16h00 no Teatro Jordão.

📸 Município de Guimarães

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também