Filipe Fontes: licença sem vencimento já começou

O arquitecto da divisão de Urbanismo já interrompeu as suas funções na Câmara Municipal e abre um novo capítulo no livro da sua vida a 11 de Maio.


Num email enviado a alguns amigos, dá conta de que “não é surpresa a minha paixão e o meu entusiasmo pelo serviço público”

E reafirma “a minha crença que esse mesmo serviço público deve ser prestado por todos e a todos serve, sendo a Câmara Municipal palco privilegiado para contribuir para a sua exponenciação e generalização”.

Acrescenta que “não é a mim inato desistir e baixar os braços como se legitimamente se pode depreender desta licença sem vencimento”.

Por isso, revela ter aprendido que “serviço público pode também ser prestado em qualquer lugar e a qualquer tempo, não sendo exclusivo de uma instituição municipal ou cooperativa estatal”

Sublinha que, “parar e reajustar direcção, mesmo que signifique passo atrás ou desvio do tamanho do mundo, não é desistir. É simplesmente melhor olhar para o caminho que ainda falta percorrer e decidir sobre o melhor modo”.

Filipe Fontes admite que “nesta tensão feita de serviço público e de ajustamento de caminho, fiz minha reflexão nos últimos tempos, aprendendo e concluindo que esta tensão, afinal, saudavelmente, ajuda-me a crescer e avançar”.

“Num sítio e num tempo diferente, saberei continuar a construir serviço público”.

Acredita que, agora, “num sítio e num tempo diferente, saberei continuar a construir serviço público e que o caminho reajustado não é mais do que nova oportunidade para melhorar, quem sabe acelerar, o passo para mais e melhor calcorrear a estrada que ainda há pela frente”.

Termina escrevendo e descrevendo-se declara que “a imagem inventada é o reflexo do que sou: como pessoa… o Fi, sempre com qualquer coisa “fora da caixa”, qual “arranjadinho irreverente”; como arquitecto e profissional, o arquitecto Filipe Fontes, sempre nesta tensão e confronto dos dois modos de ver…”

Conclui “agora, será assim e espero que seja bem: como pessoa, simplesmente continuarei o Fi; como profissional, assim serei nesta tensão e a reboque do mesmo propósito: fazer o que é devido, com sabedoria, para servir e não para dominar!”

📸 GA!

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também