6.7 C
Guimarães
Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023

De Madrid a Paris e Milão

Economia

Cinco feiras para vestuário, têxtil e calçado

As empresas portuguesas foram de Madrid a Paris e rumaram a Milão, num mês frenético de cinco feiras que animaram o sector do calçado, do têxtil e vestuário.

Em três capitais da Europa onde a moda e o lifestyle são reis, passaram em Setembro, marcas e empresas de Guimarães bem cotadas no sector. Em mais uma etapa de busca de novos clientes, as feiras internacionais apesar de ligeiras descidas na sua frequência, ainda são montras importantes para mostrar o que de melhor se faz por cá.

A Maison&Object, destinada ao design, lifestyle e decoração de interiores, levou até Paris a marca Devilla (B. Sousa Dias), de 6 a 10 de Setembro.

Foi o mergulho numa feira que dita as tendências mundiais do que é bom e bonito na nossa casa. A Devilla tem na França, um dos seus melhores mercados na área do têxtil-lar.

Já na Intergift (11-16 Setembro), em Madrid, a Beppi marca associada à plataforma Overcube (do grupo Kyaia – vendas online – também montou stand na feira.

A Nomad, também na capital espanhola, suscitou a atenção das empresas de moda e vestuário de homem, senhora e criança e lá estiveram as marcas Lion of Porsches (grupo Herculano) e a Pé de Chumbo marca vimaranense que tem na moda e vestuário o seu mundo.

Na Prémiere Vision, em Paris, de 17 a 19, o contigente de empresas vimaranenses foi maior. Numa feira em que as empresas portuguesas bateram um recorde de presenças, foram apresentadas muitas novidades no sector têxtil. Lemar, Luís Azevedo & Filhas, Otojal/OTS, Têxtil Serzedelo, Trimalhas, Fifitex, Filasa/Maf, Solinhas, R. Lobo, JFA, Somelos Tecidos, Tabel.

Este ano, a Prémiere Vison apresentou uma cadeia de investigações ligadas à “economia das matérias criativas para a moda”, coordenada por Giles Minvielle, professora do Instituto Francês da Moda. Objectivamente a investigação far-se-á para elaborar um indicador económico sobre a actividade das matérias do tecido e do couro, destinadas à moda criativa, que funcionará como um barómetro da feira. Vai analisar ainda a evolução conjuntura da fileira têxtil e do couro, e promover estudos científicos.

A Micam, em Milão, a maior feira de calçado do mundo, também estiveram empresas e marcas vimaranenses.

© 2019 Guimarães, agora!

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias