21.2 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 16, 2024

Francisco Teixeira: oportunidade para desenvolver um projecto cultural

Amanhã começam os ensaios de A Grande Serpente, em Couros, e a expectativa da ASMAV é a de ver muitos jovens a aderir ao convite para participarem neste espectáculo.


O número de pessoas inscritas pode aumentar depois que as portas sejam abertas para os ensaios de A Grande Serpente. Que estarão sempre abertas mesmo para quem não queira ser actor… por um espectáculo. E as escolas são um alvo desta procura de actores ocasionais primeiro e com uma carreira a despontar depois. Os ensaios decorrem de Terça a Sexta-feira, na zona de Couros.

Quando a ODIT se criou não havia auditório nenhum em Guimarães, diz o membro da ASMAV. O auditório da Universidade do Minho surgiu, dois anos depois, em 1996. Por isso, a repetição da escolha do primeiro local. 

A ASMAV vai concorrer aos apoios do “governo local” para apoiar as suas actividades, com candidaturas ao Impacta que “vai ter menos dinheiro, este ano” – sublinha Francisco Teixeira.

“Apraz-nos que a Câmara Municipal esteja a colaborar connosco, na disponibilização de instalações e no transporte público destinado aos jovens que terão aqui uma grande experiência”.

Agora, é esperar para ver a adesão dos jovens ao teatro, alguns dos quais têm hoje possibilidades de estudar as artes cénicas na UMinho, o que faz deles “protagonistas e não meros figurantes”.

A encenação de A Grande Serpente é “a oportunidade para a ASMAV desenvolver o seu projecto cultural e social, mesmo com a particularidade de reconstituir uma peça icónica”.

“Refazendo um projecto social e cultural que mudou a cidade”.

📸 A Oficina

Por isso, repetir o mesmo impacto na comunidade, de há 28 anos, é algo que Francisco Teixeira quer conseguir, quiçá “refazendo um projecto social e cultural que mudou a cidade” e tendo como director artístico Moncho Rodriguez.

E isso significa “revisitar a memória e o dever de fazer renascer inquietações”, fazendo com a encenação desta peça seja “um processo pedagógico de natureza transformador e participativa, capaz de operar transformações estéticas”.

A Grande Serpente tem estreia marcada para 2 de Julho de 2022, 28 anos depois de se ter mostrado aos vimaranenses.

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também