6.7 C
Guimarães
Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023

PS Guimarães: mais de 600 militantes em almoço de Reis

Economia

Mais de 600 militantes socialistas comemoram, no Sábado, a Festa dos Reis do PS de Guimarães, no MitPenha, que contou com a presença do presidente do PS de Guimarães, Ricardo Costa, do secretário-geral adjunto do PS nacional, João Torres, do presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, do secretário-geral da JS, Miguel Costa Matos e de muitos outros dirigentes locais e distritais do PS, das mulheres socialistas e da JS.

Os socialistas de Guimarães voltaram a reunir-se em massa para festejar o início do ano mas também para acertarem discursos e acções políticas, visando “vitalizar o PS local, coordenar acções e preparar o ano de 2025”, em que se realizarão as próximas eleições autárquicas. Os discursos iniciais foram os do presidente da JS de Guimarães e das mulheres socialistas, tendo ambos afirmado a necessidade, no caso de Hugo Teixeira, de “políticas que sirvam os jovens” e, no caso de Zara Pontes, de “mudanças políticas e práticas sociais que coloquem os homens e as mulheres em efectiva igualdade de condições de vida e convivência social e doméstica, numa comunidade ainda muito marcada sobretudo pelo trabalho feminino no contexto familiar”.

O Almoço de Reis do PS vimaranense tem servido para homenagear os autarcas socialistas que terminaram os seus mandatos, o que também agora foi feito, desta vez com o reconhecimento público do trabalho da ex-presidente da Junta de Aldão, Conceição Castro, e dos ex-presidentes da Juntas de Barco, Sérgio Silva, da Costa, Carlos Coimbra, de Fermentões, Manuel Mendes, de Sande Vila Nova e Sande Clemente, Bruno Falcão e de Urgezes, Miguel Oliveira.

📸 Direitos Reservados

Na segunda fase das intervenções políticas começou por falar Ricardo Costa, presidente do PS de Guimarães, que para além de dar as boas-vindas a uma sala repleta de militantes, assinalou “a força do PS de Guimarães nos contextos distrital e nacional, constituindo-se como uma das principais concelhias do país”, e agradeceu a presença de João Torres, secretário-geral adjunto do PS, e de outros dirigentes nacionais e distritais. Enfatizou a “qualidade do trabalho” dos autarcas do PS de Guimarães, em particular do presidente da Câmara, Domingos Bragança, sublinhando a “relevância das suas políticas orientadas para o desenvolvimento económico, que tem permitido a Guimarães um crescimento substancial do número de empresas criadas em Guimarães no último ano, dando mostras da vitalidade do concelho e do acerto das decisões”, criticando uma oposição local “crescentemente agastada e sectária, incapaz de se regozijar com o facto Guimarães ser um município de referência no desenvolvimento nacional”.

A nível interno, Ricardo Costa deu conta da reabertura da sede do Partido Socialista, como tinha prometido na campanha que o elegeu, a todos os militantes e vimaranenses, todos os dias, já a partir do próximo dia 30 de Janeiro, com o desenvolvimento de um plano de actividades cívicas e políticas para todo o ano. Destacou, ainda, o debate que ocorrerá no próxima dia 28 de Janeiro, no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (na Plataforma das Artes), para discutir a saúde local, regional e nacional, e que contará com a presença de Domingos Bragança, Novais de Carvalho e Henrique Capelas.

📸 Direitos Reservados

Intervieram de seguida Miguel Costa Matos, pela JS, que reforçou a “relevância da existência de políticas para os jovens”, Luís Soares, que trouxe os cumprimentos do presidente da Federação Distrital de Braga e, particularmente, João Torres e Domingos Bragança. O secretário-geral adjunto do partido felicitou o PS de Guimarães pela sua “elevada capacidade de mobilização e organização”, defendendo a política nacional do Governo Socialista, nomeadamente a sua “capacidade de tirar da pobreza milhares de portugueses e permitir que a economia portuguesa continuasse a crescer, ainda que pelo meio de enormes exigências internacionais”.

Domingos Bragança encerrou as intervenções que pediu a ajuda do PS nacional e do Governo para a absoluta necessidade de garantir uma via dedicada de transporte de Guimarães à futura estação de TGV. Neste sentido, assinalou a “qualidade das políticas locais” com o facto de Guimarães ter sido escolhida pela Comissão Europeia, com mais 99 cidades europeias, para o desafio “Missão Cidades da EU”, que estarão na linha da frente da neutralidade carbónica até 2030. Indo mais longe, instou o PS nacional e o Governo a fazerem da habitação pública, particularmente para os mais jovens, um desígnio nacional, “capaz de atrair e manter em Portugal uma geração com certificações académicas formais muito qualificadas, mas que precisa de ter espaço para desenvolver os seus projectos de vida”.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias