Habitação: candidatos do PS dizem que é a prioridade

Mais e melhores casas, residências para estudantes e fim da habitação indigna no programa eleitoral.


Os candidatos vimaranenses que estão nas listas do PS Braga, incluíram a habitação nos seus roteiros. “O aumento do número de residências universitárias, a aposta na requalificação e construção de habitação social e as respostas para as jovens famílias estão no programa eleitoral do Partido Socialista” – lê-se numa nota distribuída pela concelhia de Guimarães.

Relembram a Estratégia Local da Habitação, onde se insere a parceria com o Governo, e que prevê a disponibilização de mais de 700 casas para construção de habitação social, habitação a custos controlados para famílias em situação de vulnerabilidade e jovens famílias da classe média.

“São 13 milhões de euros contratualizados com o Governo para a habitação em Guimarães que permitem ajudar a resolver o problema dos jovens, das famílias em situação de vulnerabilidade”.

Os candidatos vimaranenses do PS – Luís Soares e Hugo Teixeira – destacam ainda a urgente necessidade do reforço do alojamento estudantil no concelho, tendo por isso visitado a antiga Escola de Santa Luzia, cujo edifício poderá vir a transformar-se para albergar camas de estudantes do ensino universitário. Este tem também sido um trabalho conjunto entre o Município, Governo e ainda a Universidade do Minho.

📸 Direitos Reservados

Os candidatos reuniram com a Associação de Moradores do Bairro de São Gonçalo e com Associação de Moradores do Bairro da Emboladoura em Gondar, onde registaram o trabalho desenvolvido entre o Governo e o Município de Guimarães que permitiu a elaboração dos projectos para a requalificação e intervenção nestas zonas habitacionais, que se iniciarão em breve.

“É urgente acabar com as situações de indignidade na habitação, sobretudo nas casas geridas pelo Estado”.

Luís Soares diz que “é urgente acabar com as situações de indignidade na habitação, sobretudo nas casas geridas pelo Estado. Foi feito o trabalho administrativo necessário e vamos acompanhar a obra que iniciará em breve”.

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também