“Portugal Open for Business” engloba empresa de joalharia vimaranense

“Portugal Open for Business” tem levado o Secretário de Estado da Internacionalização, a visitar empresas de inúmeros sectores da economia, ligados à exportação.

Eurico Brilhante Dias, começou em 7 de Maio, um roteiro empresarial que o tem feito sentir a “alma” das empresas exportadoras.
Com empresas e empresários e associações empresariais, o Secretário de Estado da Internacionalização, tem visto e ouvido como o sector produtivo nacional sobrevive, para além da crise da Covid-19, num contexto internacional nunca visto.

“Valorizar os nossos produtos e as condições de investimento em função daquilo que foi a gestão da pandemia no nosso país…”

Agradado pela resistência de algumas empresas que nunca deixaram de produzir e de exportar, Eurico Brilhante Dias, agarrou no “Portugal Open for Business”, com um programa que pretende “valorizar os nossos produtos e as condições de investimento em função daquilo que foi a gestão da pandemia no nosso país”.

Caracterização das empresas locais que utilizam serviços de constrataria

20182016Variação
Pessoal ao serviço22516933,1%
Volume de NegóciosM€17,612,837,4%
Capital PróprioM€6,65,812,7%
EBITDAM€1,11,07,8%
VABM€4,93,925,8%
ExportaçõesM€3,41,2175,3%
Saldo da Balança ComercialM€2,50,9182,2%
Fonte: Base de Dados BP Informa e Central de Balanços do Banco de Portugal

O fulcro desta medida é a promoção interna e externa e o relançamento da economia nacional. Internamente, o Secretário de Estado ouve os empresários, visitas unidades em laboração, fala as associações dos diversos sectores económicos; externamente, são promovidas acções de sensibilização nos principais mercados de destino das exportações portuguesas, através da AICEP.

© Direitos Reservados

Ao visitar a empresa José Carlos & Filhas, do ramo da ourivesaria e joalharia, Eurico Brilhante Dias, contribuiu para se redescobrir algo importante, numa região dominada pelo têxtil, calçado e cutelaria. E evidenciar como Guimarães está em vias de poder disputar com Gondomar o primeiro lugar num sector que tem crescido e cuja presença não tem sido notada.

Há inúmeras empresas na joalharia que são essencialmente exportadoras, alinham-se num eixo que vai do distrito de Braga à Comunidade Intermunicipal do Ave, com uma representatividade cerca de 70% no conjunto dos 20% que a indústria tem na economia nacional.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,064FansCurti
0SeguidoresSeguir
52SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa

- publicidade -

Leia também