19.3 C
Guimarães
Sexta-feira, Abril 12, 2024

Desemprego: Janeiro começa o ano com mais pessoas sem emprego

Economia

São mais 176 pessoas que começam o ano sem trabalho. O mês de Janeiro coloca-se como o segundo pior de 2023, atrás de Setembro que registou 6697 desempregados.

E, nos últimos cinco anos, com excepção de 2021 (havia 6810 desempregados), o mês de Janeiro é o que mais desempregados contabiliza desde 2020.

Os desempregados são agora 6669, sendo que as mulheres são 3880 (58,5%) e os homens 2780 (41,35%).

Este ‘flagelo feminista’ faz perdurar uma tendência que se tornou comum em Guimarães. E para a qual ninguém encontra solução: a economia (e os seus diversos sectores), o mercado de trabalho (do sector privado e muito menos o do sector público); e por via da estagnação do mercado laboral, as ofertas de emprego que o IEFP regista são igualmente menores.

Estas ofertas registaram em Janeiro 57 colocações para homens e 61 para mulheres.

Outra tendência que parece manter-se é que o desemprego tende a disseminar-se entre os mais novos (em termos de inscrição nos serviços do centro de emprego): o primeiro mês de 2024 registou 4095 cidadãos (61,5% dos desempregados) e os que são mais velhos no universo dos sem emprego (no que toca à inscrição no IEFP), são 2574 (38,5%).

Os despedimentos atingiram 255 trabalhadores, sendo que 65 o fizeram por mútuo acordo.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias