“Quaresmamania”: uma imagem que vale uma ilusão ou uma ambição?

A vinda de Quaresma, para o Vitória, por duas temporadas, mais uma de opção, tem o efeito de uma operação de marketing, construída na imagem forte do jogador, de quem se espera que, no relvado, possa evidenciar os atributos que já espalhou na ilusão da nação vitoriana.

É inegável que Quaresma trouxe ao Vitória o efeito de uma bomba atómica, na imagem do clube – e porventura na da cidade – mas que a Covid19 condicionará fortemente, uma vez que a Quaresmamania não deixará encher o D. Afonso Henriques como seria evidente, se os efeitos da pandemia não fossem tão visíveis. E se prolongassem os efeitos da mediatização desta contratação na comunicação social.

Seja como for, Quaresma trouxe ao Vitória e aos seus adeptos a “ilusión” que, em Madrid, trouxe Cristiano Ronaldo e, em Barcelona, se sentiu com Messi. Uma mistura de esperança, com ambição, desejo com expectativa, que nos relvados portugueses podem ou não ter a correspondência esperada e ambicionada.

© Marco Jacobeu

Quando puderem ser feitas as contas, do impacto da contratação de um jogador tão popular quanto Quaresma, mesmo com 36 anos, não apenas pela sua simplicidade ou singeleza da raça (cigana) – Guimarães continua a dar sinais de ser uma sociedade aberta e tolerante como sempre tem sido -, a verdade é que o clube espera ter nas receitas de vendas de camisolas, um boom de negócios, como nunca teve. E teria nas receitas de bilheteira algo de mais extraordinário, se não fosse o surto da Covid-19 e das suas limitações no desporto.

Para já, Quaresma é o actor principal do maior show de marketing que o Vitória experimentou com a contratação de um jogador. A sua “utilização” em cenas ligadas à história do Rei e da senda de “Conquistador”, pela utilização de espaços ligados à dinastia afonsina, tem sortido efeitos nas redes sociais, com reflexos na frequência das páginas do Vitória.

“Estou aqui de corpo inteiro”

A sua apresentação formal, decorreu no Paço dos Duques, já na noite de Terça-feira (8). Quaresma chegou com a família – mulher e dois filhos – e foi saudado pela claque White Angels antes de sentar numa cadeira de “Rei” perante um cenário e luz e música rock, para em palavras simples esclarecer ao que veio e porque veio: acabar a sua carreira de jogador no Vitória.

“Se me foram buscar pela garra, pela irreverência e personalidade, eu estou aqui de corpo inteiro e pronto para o que aí vem…”

“Ser recebido desta maneira é algo de maravilhoso” – confessou. E prometeu fazer “tudo para alcançarmos os nossos objectivos”.
Em poucos minutos, Ricardo Quaresma deu nota de que “se me foram buscar pela garra, pela irreverência e personalidade, eu estou aqui de corpo inteiro e pronto para o que aí vem”. Agradeceu à direcção e treinador pela confiança que lhe demonstraram com a sua contratação, factor que “com a grande história do Vitória”, foi bastante para rumar a Guimarães.

Quaresma sente-se bem fisicamente e por isso apto a ajudar a concretizar a ambição de ganhar sempre. “O resto deixo com o talento que Deus me deu” – afiançou, não deixando dúvidas sobre as suas prioridades: “a minha preocupação principal é o Vitória”, pelo que nova participação na selecção fica nas mãos de Fernando Santos.

© Marco Jacobeu

Referiu, ainda, que o campeonato português está cada vez mais competitivo e “não é tão fraco como pintam”, esperando sentir de novo a alegria de ver os adeptos no estádio. “Não gostaria de jogar, nem acabar a carreira sem a presença dos adeptos e do seu barulho nos estádios” – concluiu.

José Carlos Freitas, director desportivo do Vitória, referiu-se ao dia da apresentação de Quaresma, como “um dia especial”, justificando o seu ingresso no plantel não apenas pelo seu enorme historial e palmarés desportivo, repleto de títulos e de internacionalizações, em vários países mas porque o jogador “vem dimensionar a nossa marca, vem encorajar-nos em relação ao caminho que traçamos e estamos seguros que o Ricardo será uma peça decisiva neste crescimento”. E alguém que será uma referência “num ano onde a aposta na juventude é uma evidência e ninguém melhor que o Ricardo Quaresma para dar esse sinal e contribuir com a sua irreverência, arrojo e atrevimento, características associadas a alguém com um espírito jovem”.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1,979FansCurti
0SeguidoresSeguir
50SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever
- publicidade -