Álvaro Oliveira

Sobre

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” Sou alguém que gosta de descobrir e gosta de se descobrir. E pensar. E refletir. E escrever aquilo que penso e aquilo que reflito.

Redes sociais

Email

alvaro.oliveira@guimaraesagora.pt

Artigos

100 anos de PCP (o bom e o mau)

Em 1921, nasce o PCP e sobrev...

Daqui por uns anos, como recordarei este ano?

Não sei se alguém já se fez a...

Heróis prováveis

Nunca como antes ficou tão ev...

Alojamento Local: Prós e Contras

É consabido que a atividade d...

Alterações ao regime do arrendamento urbano

Ao longo dos anos, a lei do a...

Comunicação social portuguesa

Quando andava na faculdade, n...

Outras publicações

Participe na discussão

Conheça as ideias de como o Município vai gerir o...

Na penumbra da pandemia

Marchamos a passos largos para o aniversário mais...

Portugal+ está identificado com a responsabilidade social da empresa

Altice investe em soluções para pessoas vulneráve...

“Cuidados na gaveta”

A sociedade retoma a sua atividade eletrizante, a...

Derby do Minho: com história, rivalidade e surpresas

João Henriques sabe que o Braga-Vitória é “um jog...

Desporto: câmara apoia clubes com actividade suspensa

Os apoios aos clubes desportivos são uma “satisfa...

S.Torcato: Feira da Terra adiada para 2022

Ainda é cedo para festas e sem a crise da pandemi...

World News Day: The Climate Crisis

The Climate Crisis is the flagship web show of Wo...

Subscreva a nossa newsletter

Mantenha-se atualizado com as nossas novidades, ofertas e anúncios especiais.

- publicidade -

As mais populares

Pedro Sousa: “eu sei que vou preso”

Tido como o cérebro de Guimarães do gang do Uber,...

O comunismo está de volta

Não há santo dia em que o nazismo (ou o fascismo)...

Ricardo Costa dignificou o que é ser vimaranense

Ricardo Costa opôs-se ao aparelho do PS arrancand...