15.7 C
Guimarães
Quinta-feira, Junho 13, 2024

AICEP: Ricardo Arroja preside ao conselho de administração 

Economia

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), tem uma nova liderança e administração.

Ricardo Arroja é o presidente e Maria Madalena Silva, Maria Joana Gaspar, Francisco Catalão e Paulo Rios de Oliveira, são os vogais executivos.

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 70/2024, foi publicada a 4 de Junho, no Diário da República. O estatuto do Gestor Público, no seu artigo 25.º prevê que o conselho de administração e a comissão executiva possam ser livremente dissolvidos.

O programa do XXIV Governo Constitucional elege como desígnio robustecer o papel da diplomacia económica, através da AICEP, reforçar os laços com as embaixadas portuguesas, a rede das câmaras de comércio e indústria portuguesas e o conselho da Diáspora para apoiar a estratégia de internacionalização e de atracção de investimento estrangeiro, prevendo desde logo a revisão dos estatutos da AICEP, e a definição de um novo modelo de financiamento para dar sustentabilidade, estabilidade e previsibilidade à gestão da Agência, bem como assegurar os recursos necessários à reorganização e reforço da sua rede externa e do regime contratual de investimento.

Ricardo Arroja. © Nuno Passos

O Governo nomeia, assim, um conselho de administração com o perfil que responda aos desígnios consagrados, dissolvendo-se o actual órgão e nomeando um novo conselho de administração, cujo início de funções está dependente da avaliação da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública, nos termos do n.º 3 do artigo 13.º do Estatuto do Gestor Público.

Ricardo Arroja é docente convidado na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho desde 2018, em disciplinas de economia bancária e financeira e de comércio internacional; Maria Madalena Silva é licenciada em Direito e desde Janeiro de 2024 é assessora do conselho de administração ainda em funções.

Joana Gaspar é actualmente coordenadora do Centro de Estudos e Análises Estratégicas do Instituto Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal; Francisco Pinheiro Catalão é doutorado em Gestão, mestre em Finanças e licenciado em Economia. Possui ainda uma pós-graduação em Análise Financeira e era director de Tesouraria da Novabase/Celfocus; Paulo Rios de Oliveira é consultor de empresas nas áreas da gestão e comunicação. Advogado desde 1990, é licenciado pela Universidade Católica Portuguesa. 

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias