10 C
Guimarães
Quarta-feira, Fevereiro 28, 2024

Grã Ordem Afonsina: leva símbolo da Independência de Portugal até Coimbra

Economia

Depois de ter sido benzida na Catedral de Zamora pelo bispo D. Francisco Valera Sánchez, a réplica da espada de D. Afonso Henriques viajou até Coimbra.

Um grupo de 40 cidadãos que partiu de Guimarães, levou uma réplica da espada e colocou-a diante do túmulo do Rei Fundador, no Panteão Nacional de Santa Cruz, estabelecendo uma relação de ligação entre as cidades de Zamora e Coimbra, que “representam o alfa e o ómega da vida do Rei Fundador”.

PUB

A Grã Ordem Afonsina em parceria com a Sociedade Histórica da Independência de Portugal, foi a promotora desta cerimónia, no dia em que foi comemorado o 838º aniversário do seu falecimento, a 6 de Dezembro de 1185. Uma forma de evocar o alcance da independência nacional há quase nove séculos, precisamente no dia posterior àquele em que Portugal consagra a Restauração de 1640, com um feriado nacional.

A cerimónia foi acompanhada pelos Duques de Coimbra, o padre Pedro Alexandre Pinto dos Santos em representação de D. Virgílio Antunes, o vereador Miguel Fonseca, do Município de Coimbra, e o vereador Ricardo Araújo, do Município de Guimarães, Joaquim Costa e Nora, da Confraria da Rainha Santa Isabel e Manuel Tovar, da Real Associação de Coimbra.

Florentino Cardoso, da Grã Ordem Afonsina, “desafiou a cidade de Coimbra a organizar anualmente, em Dezembro, a comemoração da Independência de Portugal aos pés do Rei Fundador” – salienta a informação difundida por aquela associação.

O ‘Papel da Igreja na História da Fundação de Portugal’, foi tema de uma conferência, com três comunicações e realizou-se na sala do capítulo do Mosteiro, ‘D. João Peculiar: a segunda figura da nacionalidade’, ‘S. Teotónio, uma página de história, um capítulo de santidade’ e a terceira foi uma oração de sapiência sobre a história e a vida do Mosteiro de Santa Cruz.

Abel Cardoso, membro da Grã Ordem Afonsina, destacou as linhas gerais do projecto ‘Via Regis Alphonsi’, uma rota de superfície a construir nos territórios pisados por D. Afonso Henriques.

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias