11.1 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 7, 2023

Este ano, não é preciso esperar pela Feira Afonsina para recuar no tempo

Economia

Novo palco, novas apostas, o mesmo espírito

Egas Moniz é a figura de destaque da feira medieval e das Jornadas Históricas, a novidade deste ano, que antecedem o evento. Serão apresentadas investigações sobre a Idade Média e Moderna.

Em Guimarães, Junho é mês de voltar atrás no tempo (pelo menos durante uns dias). A cidade já espera o regresso parcial da Idade Medieval, com zonas específicas para os mais variados gostos dos seus visitantes. Só que, este ano, a urbe falará de história um pouco mais cedo – uma semana antes, para precisar. A Feira Afonsina acontece de 21 a 24 de Junho, é certo; mas, no dia 15, o Paço dos Duques e a Casa de Sarmento darão lugar às Jornadas Históricas, que visam “aprofundar o cunho cultural e histórico” da feira medieval.

A vertente científica das jornadas pretende “dar visibilidade às investigações” que têm vindo a ser produzidas “sobre a época medieval e moderna, facultando também aos jovens investigadores a oportunidade de apresentarem e publicarem os seus trabalhos”, adianta a nota de imprensa enviada pelo gabinete de comunicação do município. E como a Feira Afonsina de 2019 incidirá sobre a figura de Egas Moniz, o Aio, o mesmo caminho será tomado neste evento. Em destaque estará “a sua contribuição para a história e simbologia da Fundação da Nacionalidade”, lê-se no press release.

Para além disso, também serão apresentados estudos “sobre práticas médicas medievais, a Colegiada de Guimarães, a influência do Foral de Guimarães na Carta de Privilégios de Braga de 1402 e uma reflexão sobre feiras, mercados e festas medievais e as suas recriações contemporâneas”. As Jornadas Históricas contam com a colaboração do historiador Amaro das Neves, a Sociedade Martins Sarmento, a Casa de Sarmento e o Paço dos Duques. Na conferência de imprensa onde foi revelado o programa da “Afonsina 2019”, a vice-presidente da Câmara Municipal, Adelina Pinto, sublinhou a importância de “passar a mensagem às pessoas de como era a vida na Idade Média, com cunho cultural e histórico”.

A Feira Afonsina deste ano contará com os espectáculos “A Lenda de Egas Moniz”, que serão exibidos de 21 a 23 de Junho, às 22 horas, no Campo de São Mamede. Como é costume, uma “aldeia” será recriada, onde o comércio será protagonista. Recorde-se que a mudança do “palco principal” do certame foi aprovada em Fevereiro último de forma a “reforçar a ligação” com a fundação de Portugal. A Feira Afonsina deixa o Centro Histórico para se instalar no Campo de São Mamede e na Colina Sagrada, junto ao Monte Latito. Ainda assim, a animação em algumas ruas e praças do centro está garantida com música, teatro, dança e outros momentos performativos. E, no dia 24 de Junho, no âmbito das comemorações do Dia Um de Portugal, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitará a cidade.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias