23 C
Guimarães
Segunda-feira, Junho 24, 2024

PS: deputados iniciam diálogo com o Distrito de Braga

Economia

É a primeira iniciativa, abrange os concelhos de Guimarães, Braga e Vizela. José Luís Carneiro disse que “queremos ouvir… a população, os autarcas, os órgãos de comunicação social regional”. E querem fazê-lo para “perceber e saber quais são as preocupações” segundo Ricardo Costa “num contexto de informalidade”, o que no caso de Guimarães aconteceu numa pastelaria, mesmo por debaixo da sede vimaranense dos socialistas.

Nesta aproximação com as pessoas, para além dos desafios e projectos para a região, os deputados de Braga falam da Europa e dos seus valores, rejeitando “os populismos” – para “os quais alguns partidos contribuíram” – salientou Ricardo Costa.

Nesta primeira iniciativa de diálogo, porque, segundo José Luís Carneiro, “falta à sociedade ouvir-nos uns aos outros”, aproveitou para explicar a razão do requerimento apresentado no parlamento ao Governo quando o Primeiro-Ministro apresentou as três grandes prioridades para o país e para a região de Lisboa.

São obras de consenso entre PS e PSD que o Conselho Superior de Obras Públicas (CSOP) definiu como prioritárias. Este CSOP onde entram os partidos do bloco central, constituído no tempo do Governo de António Costa é definido por José Luís Carneiro como um bom exemplo, pois, faz com que “haja continuidade na sua concretização”.

Mas o cabeça de lista do PS no distrito, sem pôr em causa a prioridade destas obras, questionou com os seus colegas de lista, o Governo a esclarecer se elas vão pôr em causa a ligação Lisboa, Porto, Braga, Vigo em linha de alta velocidade. E qual é a sua calendarização.

E agora, se depois das afirmações de ontem, do Primeiro-Ministro “agarrado com as duas mãos ao pescoço da regionalização” vai ou não seguir em frente ou se ficará satisfeito com a descentralização de competências iniciada no Governo anterior e que classificou como “a mais importante desde 1976”, em diversas áreas. Tal como a descentralização de competências para as comissões de desenvolvimento regional, cujo presidente já é eleito pelos autarcas.

Os deputados do PS entendem que Luís Montenegro deveria de “avançar com o processo de consulta à população sobre a regionalização ou se se vai manter as palavras de estrangulamento desse processo”, como anunciou no 40º aniversário da ANMP.

Manifestou a sua preocupação com as palavras do Primeiro-Ministro porque “uma coisa é dizer que não é prioridade, no momento, e outra é dizer que nunca será prioritário”.

Domingos Bragança, presidente da Câmara, convidado para este encontro, considerou “a Europa e as questões europeias como muito importantes”. E repetiu que “as receitas dos investimentos do Município de Guimarães comparticipados pela União Europeia são provenientes dos fundos europeus em cerca de 90%, um contributo importante para o investimento municipal”.

Salientou as áreas em que Guimarães está alinhado com a Europa e nas áreas em que a Europa se alinhou com Guimarães, considerando um erro que se tenham abandonado as ferrovias e a sua implementação no país.

Ao fim de dois meses em funções, este foi o balanço possível dos deputados do PS no distrito.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias