PAN: volta a alertar sobre falta de segurança rodoviária na rua Moura Machado

A comissão política concelhia do PAN Guimarães, voltou à rua Moura Machado (Azurém/ Pencelo) para verificar no local o que foi feito para resolver os problemas de falta de segurança para moradores e peões.


Na semana em que se assinala o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, e um ano depois da última visita, o Partido Pessoas Animais e Natureza regressou a Azurém para alertar para a falta de segurança rodoviária na rua Moura Machado.

Segundo o partido, a rua Moura Machado é muito movimentada, ligando Pencelo e São Torcato a Guimarães e à via rápida. Quando se desce da rotunda de Azurém no sentido de São Torcato, e depois de se passar pelos armazéns Nogueira, a rua desce acentuadamente por uma área sem habitações antes de curvar para a direita, entrando numa zona de casas de ambos os lados.

Neste ponto, “além de ser uma zona com pouca visibilidade, em ambos os sentidos, os passeios, sobretudo o do lado direito, são muito estreitos”, lê-se em comunicado.

“Foram ali colocadas lombas mas não resolvem quase nenhum dos problemas”.

O porta-voz da comissão política do partido em Guimarães, Rui Rocha, notou: “Sabemos que os serviços da Câmara Municipal de Guimarães e o presidente da junta de freguesia de Azurém há muito que foram alertados para a falta de segurança deste ponto, e nós próprios o fizemos no ano passado. Entretanto, foram ali colocadas lombas mas não resolvem quase nenhum dos problemas, pois por se tratarem de lombas muito baixas, os carros mal abrandam a sua marcha”.

O representante do PAN Guimarães relata, ainda, que aquela é “uma zona com pouca visibilidade e onde a largura do passeio não chega a ter 40 cm”. “Neste passeio não passa um carrinho de bebé ou uma cadeira de rodas e quem levar, por exemplo, sacos de compras na mão, tem de caminhar de lado. Tirar um carro da garagem é um pesadelo”, atenta Rui Rocha.

O partido informa que já questionou a vereação se pondera fazer alguma intervenção neste sítio para resolver os problemas de segurança, mas não obteve resposta até ao momento.

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também