Lúcia Silva é candidata “Por Amor a Prazins Santo Tirso e Corvite”

Profissional na área da saúde, há mais de 20 anos, proprietária e directora de dois centros clínicos, direccionados para áreas da Psicologia, Terapia da fala, Pedopsiquiatria e medicina clínica geral e familiar, em Fafe e nas Caldas das Taipas, Lúcia Silva aventura-se em mais um projecto de cidadania.



O seu envolvimento numa candidatura de pessoas, evidencia que há mais vida política para além dos partidos tradicionais.

É co-autora do projecto “BASE – A Brincar Aprendo a Ser e Estar”, projecto implementado em toda a rede pública de ensino Pré-escolar do município de Guimarães.

E por amor ao voluntariado e por servir o outro fundou a Associação Unidos nas Conquistas – Associação para o Desenvolvimento Humano. 

O reconhecimento da sua doação ao outro fez com que fosse convidada pela Divisão da Acção Social da Câmara Municipal de Guimarães a integrar a rede social de voluntariado do Programa Guimarães 65+ de apoio aos maiores de 65 anos nesta mesma União de Freguesias.

© Direitos Reservados

Qual a razão porque se candidata à Assembleia de freguesia de UF Prazins Santo Tirso e Corvite?

A grande razão da minha candidatura prende-se com uma emoção e com um sentimento, prende-se com Amor às freguesias de Prazins Santo Tirso e Corvite e ao povo.

Quais os objectivos eleitorais que pretende atingir?

Os meus objectivos eleitorais foram estabelecidos com o mesmo rigor, trabalho e dedicação que todos os meus outros objectivos de vida. Ao longo da minha vida, construí um lema, que passo a citar “eu não perco, ou ganho ou aprendo”. Tudo na vida é uma aprendizagem, todas as aprendizagens são vitórias pessoais.

Quais as principais propostas para cativar os eleitores?

Para cativar os eleitores, temos que ser práticos, próximos e atentos. As necessidades do povo de Prazins Santo Tirso e Corvite estão na base da minha proposta, em primeiro lugar: requalificar a rede de estradas com pavimentação e repavimentação, bem como fazer jus à nossa história, uma vez que somos um povo com tradição e costumes. Pretendemos celebrar e homenagear esse mesmo povo, dedicando o embelezamento das mesmas, às famílias e às pessoas que fizeram parte dessa história. A educação também é uma necessidade que tem de estar presente na vida de todas as pessoas, pois a “Criança é o pai do Homem”.

Neste sentido, pretendo trabalhar em rede, em comunhão com toda a comunidade, nomeadamente famílias, escolas, instituições que potenciem as aprendizagens das nossas crianças. Um exemplo, visível da necessidade de investir na educação e na reeducação das famílias, é a actual situação pandémica que vivemos. Esta situação, veio evidenciar ainda mais as dificuldades e as diferenças existentes entre as famílias. Deste modo, criar um espaço em Prazins que proporcione uma maior aproximação das famílias às tecnologias, aos meios informáticos e a todo o material necessário para que as crianças continuem a sua educação de forma plena. Paralelamente e como forma de dar resposta a outra necessidade evidente, propomos a criação de uma creche para as crianças da freguesia e não só, uma que esta carência de resposta, obriga as famílias a deslocarem as suas vidas e por vezes a atrasar um desejo de paternidade e maternidade.

Para conseguir dar resposta, de forma ainda mais eficaz, apresento ainda a aquisição de uma carrinha de transporte colectivo de nove lugares, como forma de apoio aos nossos idosos e às nossas crianças nas várias actividades das associações existentes na freguesia. Neste sentido, este meio de transporte supre uma necessidade há muito apontada pelas pessoas de Prazins Santo Tirso e Corvite e que não foi até ao momento atendida.

Não obstante às necessidades educacionais, existe também uma necessidade cívica que se prende com a falta de um edifício como sede de Junta. Deste modo, pretende-se construir um edifício como sede de Junta de Freguesia em Corvite. Este mesmo edifício contará, também, com espaços destinados à realização de actividades e convívio inter-geracional como forma de manter viva na população a nossa bela história.

Pretendemos desenvolver tradições e costumes destas lindas terras, tal como a desfolhada, cortejo etnográfico, vindimas, entre outros eventos culturais e artísticos. Requalificação do edifício da sede da Junta de freguesia em Prazins, de modo a permitir a instalação de uma loja de cidadão, uma payshop e um terminal de multibanco. Esta por sua vez, estará aberta diariamente em horário a definir de acordo com as necessidades da população, visto que este edifício irá igualmente dar resposta às famílias com crianças e idosos.

Quais seriam as suas seis prioridades?

Em primeiro lugar destaca-se a rede de estradas das freguesias de Prazins Santo Tirso e Corvite, uma vez que, esta rede se encontra em visível estado de degradação e por concluir.

Em segundo lugar, daríamos atenção à aquisição da viatura de transporte colectivo de passageiros de nove lugares como forma de dar resposta às necessidades da população, uma vez que, esta não dispõe de acesso facilitado aos transportes públicos, apresentando uma limitação principalmente para os nossos idosos.

Em terceiro lugar, requalificação da Sede de Junta de Prazins, dotando-a de espaços como loja de cidadão, terminal de multibanco e uma payshop. A quarta prioridade, prende-se com a construção de uma Sede de Junta na freguesia de Corvite. Este edifício irá ser um local de convívio, de passagem de tradições entre gerações, bem como a creche que irá acolher os bebés e as crianças das nossas famílias.

A quinta prioridade, está associada à requalificação da Capela de Santa Maria de Corvite, de modo a trazer a vivacidade e a história de outros tempos. Na sexta e, última prioridade, fazemos referência à construção de um centro cívico perto do campo de futebol, da escola e da Sede de junta de Prazins Santo Tirso. Esta construção tem como objectivo criar um espaço de proximidade e convívio entre as pessoas.

Conhece o valor do orçamento da sua freguesia?

O valor do orçamento da União de freguesias de Prazins Santo Tirso e Corvite ronda os 100 mil euros anuais.

Como tem sentido a adesão das pessoas às suas propostas e candidatura?

Ao longo deste percurso é notório, o calor, a aproximação, o ânimo e o amor das pessoas pela minha causa e principalmente, reconhecem a seriedade e o compromisso que é fazer política em prol das pessoas, do povo. As pessoas, o povo tem o maior poder nas mãos, a da escolha e quando escolhemos com o coração e pelo bem não há nada nem ninguém que vá contra.

Qual será a sua relação com a Câmara que resultar das eleições?

A relação será, a mesma que sempre mantive, de cordialidade, respeito, união e trabalho. Após as eleições ouvirei o meu povo, as suas necessidades e passarei a apresentá-las ao respectivo presidente da Câmara. Posto esta apresentação, a decisão que este tomar será comunicada, de forma recta e directa, novamente, ao meu povo. Porque este é quem mais ordena.

Dos candidatos à Câmara com quem se identifica mais?

As actuais autarquias detêm óptimos candidatos, pessoas com bons objectivos com ideias bem definidas, por isso qualquer que seja o vencedor, será segundo a vontade do povo.

E no caso de ser eleita presidente de Junta, qual será o seu posicionamento na Assembleia Municipal?

No caso do meu amor por Prazins Santo Tirso e Corvite ser correspondido, o meu posicionamento será colaborar e analisar todas as propostas apresentadas e manifestar a minha posição de aceitação ou rejeição de acordo com o que será mais benéfico para as pessoas.

Olhando para o Município de Guimarães quais entende que devam ser as prioridades da próxima vereação?

Na próxima vereação deve-se ter em atenção pontos essenciais como, o comércio tradicional de Guimarães que, actualmente, está pouco dinamizado e esquecido, a bolha imobiliária que considero existir levando ao afastamento das pessoas da cidade, bem como a rede de estradas tão limitadora existente no município.

Faz algum balanço sobre os mandatos de Domingos Bragança?

Saliento como um dos pontos de grande relevo e importância nos mandatos de Domingos Bragança, a ostentação de uma rede de escolas públicas de excelência. No entanto como pontos menos positivos, destaca-se a gestão deficitária da rede urbanística do município, considero um ponto muito frágil, o edifício habitacional localizado exactamente atrás da igreja de São Gualter retirando a beleza grandiosa da paisagem tão característica vimaranense.

Fale dos elementos que estão na sua equipa?

Os elementos da minha equipa estão ao meu lado por amor às causas que eu defendo, pelos ideais em que eu acredito e pelo bem do povo de Prazins Santo Tirso e Corvite. Trata-se de uma equipa trabalhadora, dinâmica, presente diariamente na vida da população, atribuindo voz, rosto e corpo aos mais necessitados e esquecidos.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também