Bragança: “Somos os melhores do território de Guimarães”

Quis-se mostrar como é, sem filtros, e na sua autenticidade, Bragança inicia agora uma nova corrida à Câmara Municipal, onde está desde 2013.


PARTE II

Alinhar e aproximar o desenvolvimento municipal (do concelho) com o desenvolvimento local (freguesia) foi a intenção do actual presidente da Câmara – e candidato do PS – quando discursou para os seus 48 candidatos a presidentes de Junta, nas próximas eleições autárquicas.

Bragança fez elogios quanto baste aos “melhores do território” dizendo que “nós acrescentamos competência à generosidade e emoção”, acrescentando que “o querer e a vontade faz com que se movam montanhas e se reúnam todos os recursos para que isso possa acontecer”.

Nesta carta de intenções, Bragança traça linhas e prioridades. “Nós temos de saber que o futuro é a preservação do nosso espaço, deste pedaço de terra, do qual somos responsáveis”.

A sustentabilidade ambiental continua na agenda política do PS, enquanto – diz Bragança – “estratégia integrada e não se resume a tratar as margens do rio ou da massa de água e da biodiversidade”.

© Direitos Reservados

Mas no seu conceito mais lato de sustentabilidade incluiu o saber “se as pessoas têm condições de vida e de dignidade para depois fruírem da cultura, ter tempo para a educação e para o lazer ou para o desporto e, também, se amanhã podem dar pão aos seus filhos”.

Considera este um projecto colectivo, de bem-estar social e profissional, como “um projecto de futuro, cujo horizonte temporal nos ultrapassa a todos”.

Mas este Município de bem-estar assenta, no entender de Bragança, numa “economia forte, que crie emprego e valor e que ofereça condições materiais a quem vive em Guimarães, de modo a poder fruir do que se faz na cultura, na educação, no desporto”.

E constrói-se com infra-estruturas onde assenta igualmente a mobilidade, agora com meios de transporte descarbonizados nos trajectos de curtas e médias distâncias e sejam importantes no “dia a dia do cidadão, como os passeios por onde se move nas ruas”.

Admite que “este sonho” tem de começar a ser implementado já, “a caminhada começa agora e aqui”, pois, adiar, será mais moroso o caminho a percorrer.

Bragança quer que o projecto autárquico dos candidatos do PS, seja “um projecto marcante das vossas vidas”, pois, reconhece-se-lhes capacidade para “transformar a vida das pessoas para melhor”.

“Eu vejo bem o brilho das senhoras presidentes da Junta, é um olhar de alegria e a expressão do que lhes vai no coração…”

Confessa “quanto eu gosto de ouvir os autarcas falar em projectos sociais nas freguesias, eu vejo bem o brilho das senhoras presidentes da Junta, é um olhar de alegria e a expressão do que lhes vai no coração…”

E mostra-se “sem filtros” e com a sua autenticidade aos candidatos que incita agora a acrescentar “os projectos à marca de reabilitação urbana que estamos a implementar”.

Dizendo que “a vida política é tão interessante”, Bragança explica que “quando nós vemos que o que fazemos é inovador, quando abraçamos causas e projectos que fazemos acontecer”.

“Sei que vocês são as pessoas certas para os projectos que queremos abraçar e não quero nada, neste caminho, que não seja fazer o melhor, quando percorremos o caminho com humildade democrática de nos sujeitarmos a votos, fazendo com que os melhores estejam connosco” – concluiu.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,753FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também