Adelina Pinto: “Os artistas de Guimarães, pediram-nos trabalho e não subsídios”

Os vimaranenses ligados às artes, espectáculos, música e criação artística, reuniram-se com Adelina Pinto, vereadora da Cultura, por causa da longa paragem que a crise da Covid-19 provocou nas actividades culturais.
“O que nos pediram foi trabalho e não subsídios” – disse a vereadora, depois de anunciar um plano de acção para a retoma da programação cultural que ficou comprometida irremediavelmente no primeiro semestre do ano e ameaça prejudicar o que estava em perspectiva para o segundo semestre.

Por isso, justificou a adopção de um plano de acção cultural que acautele: a marca cultural de Guimarães, e uma programação a que os vimaranenses se habituaram, porque “a cultura é o nosso ADN…”. Ao mesmo tempo anunciou que, também, quer “acautelar” o “número substantivo de pessoas que vivem da cultura, desde 2012, um universo local de cantores, actores, artistas, técnicos, pessoas que têm a sua vida parada”. E que tem crescido por causa da oportunidade que abriu portas ao talento local.

Artistas locais estão a ver reconhecido o seu labor em prol da cultura. © Direitos Reservados

Informou ainda que com esta paragem, o departamento da cultura começou “a fazer o mapeamento dos actores culturais locais, desde os artistas às associações”.
E mostrou “as novidades” que vão ser implementadas no seu sector:

  • A digitalização da agenda de eventos para agregar a programação cultural onde poderão ser colocados conteúdos e que permite ser um “book” dos artistas locais;
  • Um espectáculo, denominado “de Guimarães para o mundo”, com a pretensão de ligar a cultura à promoção da cidade, “mostrando o que temos de melhor” e onde os artistas podem apresentar as suas propostas digitais;
  • A extensão do Impacta – programa de apoio à actividade cultural, aos artistas de Guimarães;
  • O lançamento de uma nova aposta – “Bairro da Criação”, na zona de Couros, em que os artistas visuais mostrarão arte urbana;

“O que nos preocupa é a forma de os artistas locais obterem rendimentos…”

Sobre estas intenções do sector cultural do Município, o PSD, pela voz de André Coelho Lima acentuou a sua concordância, falando de “amplo consenso no apoio aos artistas que nos representam enquanto comunidade” vincando que “o que nos preocupa é a forma de os artistas locais obterem rendimentos”, esperando que o plano de acção cultural apresentado por Adelina Pinto seja concretizado, sem “a tentação de fazermos tudo de uma vez”… porque o importante “é ajudá-los”. Defendeu, ainda, que a Câmara mantivesse os apoios às colectividades culturais, sem lhes exigir qualquer contraprestação, habitualmente associada à atribuição de um subsídio. A vereadora da Cultura disse “é isso que a Câmara está a fazer e tem feito”.

Outros assuntos relacionados:

  1. 24 de Junho: está em preparação uma acção que envolva os artistas locais num espectáculo multi-disciplinar, um desafio que será lançado aos artistas locais, também, para 2021, podendo a Câmara antecipar verbas que suportem alguns custos iniciais desta produção que tenha “uma dimensão diferente”. A presença do Presidente da República nas comemorações “ainda está em aberto” – disse Domingos Bragança.
  2. Gualterianas: Domingos Bragança, anunciou que a Associação da Marcha Gualteriana vai apostar numa mostra sobre a Marcha, ao longo dos tempos, num espaço público aberto (Toural), que evoque o número mágico das festas da cidade que não percorrerá este ano as artérias do burgo.
  3. Condecorações Municipais: serão entregues no dia 24 de Junho e servirão para reconhecer as pessoas colectivas, desde o Hospital Senhora da Oliveira, à Cruz Vermelha Portuguesa e aos voluntários envolvidos no combate à Covid-19. O presidente da Câmara ainda não anunciou a lista aos partidos da oposição mas esta é a intenção que manifestou no final da reunião.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,753FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também