10.1 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 27, 2024

Vitória: segue em frente na Taça com quatro golos ao Länk Vilaverdense

Economia

Foi um Vitória impulsionado por João Mendes que diminui ainda mais as possibilidades do Länk FC Vilaverdense. Sem marcar foi o jogador mais em evidência, puxando pela equipa para um nível mais elevado. 

O médio foi quem mais rematou à baliza e assistiu André Silva para o segundo golo, sendo notório o seu desempenho.

A equipa só aqueceu nos últimos 15’ da primeira parte, o período onde mais produziu: os golos, o primeiro de Tomás Ribeiro (36’), que rematou dentro da área, definindo o sentido do jogo; e o segundo quando André Silva (44’) culminou este período mais assertivo da equipa. 

André Silva já havia rematado à baliza, com perigo mas o guarda-redes contrário defendeu o remate. Também Tomás Händel, numa combinação com André Silva, viu o seu remate desviado, de novo pelo guarda-redes Rogério, saindo a bola pela linha de fundo.

Este capítulo, entre os 30’ e os 45’+1’, foi sem dúvida o mais virtuoso de uma partida em que o Vitória começou sem fulgor, acumulando remates, cantos e cruzamentos que não visaram a baliza adversária.

O Vitória jogou, de início, com Charles na baliza e os 10 restantes foram os mesmos do costume. Um sinal de que Álvaro Pacheco não facilita. 

Na segunda parte, a história foi outra. A equipa desinibiu-se, o Länk FC Vilaverdense esvaziou e esgotou a capacidade de controlar o Vitória. 

Miguel Maga (48’), defronte do guarda-redes apareceu a rematar na pequena área apontando o 3-0. E a partir daí  as oportunidades para marcar sucederam-se. 

João Mendes (55’) fez mais um remate… agora ao poste e mais tarde (77’) obrigou o guarda-redes Rogério a desviar para canto.

O jogo avivou também com as substituições e o Länk FC Vilaverdense haveria de marcar o 1-3 num golo bonito de Gonçalo Teixeira. Charles ainda teve mais trabalho numa altura em que o ritmo de jogo se tornou mais intenso. Tomás Händel voltou a rematar mas o guarda-redes um dos melhores da equipa adversária negou-lhe o golo.

Tiago Silva (81’) haveria de marcar o 4-1 num remate forte, na zona do penalti depois de um cruzamento de Miguel Maga.

O Vitória acabava o jogo libertando-se da monotonia inicial, com uma exibição mais agradável para os 6010 espectadores que assistiram ao encontro, marcando e construindo várias ocasiões para dilatar o resultado.

Ao intervalo, o Vitória lembrou Carvalho – que na Segunda-feira foi a sepultar – entregando à família uma camisola, num momento aplaudido pelos adeptos que recordam o jogador e capitão da equipa.

O Vitória alinhou com: Charles Silva, Miguel Maga, Jorge Fernandes, Toni Borevkovic, Tomás Ribeiro (Mamadou Tounkara 46’), Ricardo Mangas, Dani Silva (Zé Carlos 66’), Tomás Händel (Tiago Silva 66’), João Mendes (Nelson da Luz 83’), André Silva, Jota Silva (Nuno Santos 66’).

Golos: Tomás Ribeiro (36’), André Silva (44’), Miguel Maga (48’), Tiago Silva (81’).

Foto © Vitória SC

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias