24.5 C
Guimarães
Segunda-feira, Maio 27, 2024

Vitória: Álvaro quer ‘caçar mais pontos’ e admite jogo equilibrado com portistas

Economia

Depois da primeira mão da meia final da Taça de Portugal, novo jogo com o Porto. E não será o último. Serão quatro os jogos entre Vitória e Porto, dois em cada estádio, esta época.

O Vitória já perdeu dois, pela margem mínima e ambos realizados no D. Afonso Henriques. Agora, faltam mais dois no Dragão.

Álvaro Pacheco que se tornou numa espécie de ‘caçador de pontos’ já afirmou que tendo perdido nos dois jogos já realizados, ambos pela margem mínima, isso enche-o de fé para prever que pode ganhar os próximos confrontos.

Sobre o jogo da 28ª jornada não esconde o propósito de chegar aos 56 pontos. “Tenho muita ambição” no campeonato – remata. Mas “para já só penso em alcançarmos os 56 pontos o mais rapidamente possível”.

E essa oportunidade pode surgir no jogo de Domingo. Porém, é preciso que no relvado os jogadores “acreditem nisso, demonstrem espírito de conquistadores”. Para o treinador, o “temos de ser Vitória” significa que “devemos ser corajosos, audazes e nunca ter medo, sabendo que todas as equipas passam por momentos de dificuldade no estádio do Dragão”.

Tomás Händel e Zé Carlos no treino. © Vitória SC

Sabendo que ninguém perde sempre, o treinador vitoriano mostra a sua fé num triunfo com base naquilo que a equipa fez no último jogo da Taça e não naquilo que a equipa fez no jogo da primeira volta.

Esse 0-1 do D. Afonso de Henriques, deixou-o convencido da capacidade da sua equipa para ser melhor que os portistas neste terceiro jogo entre os dois clubes.

Induz na ideia de que “podemos ser conquistadores no Dragão”. E isso acontecerá se a equipa mostrar mais ambição, ter um jogo posicional “fantástico” com melhor capacidade de decisão, na zona defensiva do adversário.

Álvaro Pacheco abordou o lance infeliz de Bruno Varela de que resultou o único golo do jogo, os tais pormenores que decidem quem ganha e quem perde. “Falando em concreto do nosso capitão, acho que é inequívoco que é uma mais-valia e é evidente a sua importância e tudo o que dá à equipa”.

“Os jogadores têm de saber lidar com o erro e com as coisas menos positivas.”

Sabendo melhor do que ninguém que o futebol é mais futuro do que passado defendeu que “não ficarmos agarrados ao que já passou. Eu não ligo nada a isso. Os jogadores têm de saber lidar com o erro e com as coisas menos positivas e sobretudo estarem cientes das coisas que nós somos capazes de fazer e das coisas que já fizemos para olhar para o próximo jogo”.

Aliás, aproveitou este regresso ao passado… recente para justificar a derrota no jogo como “uma questão de estratégias”. E nota que “houve a intenção de prolongar o jogo e levá-lo para a segunda mão e para o seu estádio. O Porto não se expôs muito, não teve muita agressividade, não houve muito ritmo de jogo”.

Agora, há outra história para contar. E se o Porto, “quer continuar a acalentar a esperança de ser campeão e de olhar para o segundo lugar, tem que jogar para ganhar”.

Contudo, deixa no ar a ideia de que o jogo de Domingo, voltará a ser equilibrado pelo que pede sua equipa “um grande foco e determinação, estando sempre ligados, porque serão os pormenores a decidir o jogo”.

Sobre o momento alto de Jota Silva, Álvaro Pacheco esclarece que “quando falamos do Jota Silva temos de falar do grupo e da equipa. Quando uma equipa é forte e consegue bons resultados, começam a sobressair as individualidades. No caso do Vitória, tem sobressaído o Jota e não só. Várias individualidades têm-se destacado por mérito, capacidade e pela sua disponibilidade. Todos têm tido uma evolução fantástica e o Jota Silva é o reflexo disso mesmo. Tem uma história bonita. Há quatro anos jogava na distrital e agora já é jogador da Seleção Nacional. É inspirador para qualquer jovem que gosta do futebol, para todos”.

Deixa a dúvida sobre quem será titular na baliza vitoriana. Bruno Varela e Charles Silva “são dois excelentes guarda-redes e dois excelentes seres humanos, da mesma forma que também são muito bons os mais novos. Deixam-me descansado. Quem vai jogar dá-me garantias. Eles já sabem quem vai jogar, mas hoje não vou dar essa benesse ao Sérgio Conceição”.

Foto © Vitória SC

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias