13.7 C
Guimarães
Segunda-feira, Maio 27, 2024

IV edição das Jornadas Históricas: abrem celebrações do Dia UM de Portugal

Economia

Decorreram, no passado Sábado, no Paço dos Duques, as IV Jornadas Históricas, inseridas nas comemorações do Dia UM de Portugal.

As Jornadas Históricas são um evento científico cujo objectivo é dar visibilidade às investigações que se vêm produzindo sobre a época medieval e moderna, facultando também aos jovens investigadores a oportunidade de apresentarem e publicarem os seus trabalhos. Na sua quarta edição, as Jornadas incidiram sobre o quotidiano na idade média, dando a conhecer as vivências das gentes e a sua relação com o território.

Nesta quarta edição, voltada para quotidiano na idade média, jornadas históricas focaram-se nos temas: Mesteres e mesteirais na idade média; O convívio e a festa: um tempo extraordinário na vida quotidiana; Idade média. Refeições simples e banquetes; A paisagem no planeamento dos jardins medievais; Viver ao ritmo da igreja: Quotidianos religiosos nas cidades e vilas medievais portuguesas; O presente da idade média – representações contemporâneas da vida medieval.

Paulo Lopes Silva (vereador da Cultura CM Guimarães). 📸 Direitos Reservados

Na sua intervenção, Paulo Lopes da Silva, vereador da Câmara Municipal de Guimarães, defendeu a vitória de D. Afonso Henriques na Batalha de São Mamede como a primeira tarde portuguesa, demonstrando o compromisso em celebrar “tudo aquilo que fomos e somos capazes enquanto sociedade e enquanto país, ao longo dos últimos [quase] 900 anos”.

“Somos muito orgulhosos do concelho onde nascemos, e dizemos com esse mesmo orgulho que somos a Cidade Berço.”

“Somos muito orgulhosos do concelho onde nascemos, e dizemos com esse mesmo orgulho que somos a Cidade Berço”, e é por isso que é tão importante celebrar a primeira tarde portuguesa, afirma Paulo Lopes Silva. As Jornadas Históricas são uma forma de “acrescentar conhecimento e densidade histórica a este objectivo que temos de comemorar este marco tão importante para a história do país”, concluiu.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias