Helena Sousa
Helena Sousa é Coach, Numerológa, Autora, Palestrante, Formadora e Professora. Tem como propósito auxiliar as pessoas a descobrirem o seu propósito de vida e a entenderem o mapa da sua vida em todas as áreas. É autora do livro da Alquimia dos Números e de outras obras.

O que nos espera em 2022?

Espera-nos um ano Responsável! As palavras-chaves deste ano são:

  • Responsabilidade
  • Consciência
  • Equilíbrio emocional
  • Amor
  • Afetos
  • Família
  • Comunidade
  • Pátria
  • Natureza

Depois de um ano de mudança, de progresso, de liberdade mas também de altos e baixos que nos desafiou em todos os aspetos, chega um ano muito emocional que nos vai apelar à responsabilidade pessoal, familiar, social e global.

Ser verdadeiramente livre é ter consciência que todos os dias fazemos escolhas e estas escolhas pressupõem responsabilidade. Em 2022 iremos perceber que ninguém caminha só, ninguém vive isolado e que a ação de cada um tem um impacto consciente e inconsciente.

Somos regidos pelas leis universais e neste ano seremos desafiados na lei da polaridade que reflete a dualidade, ou seja, podemos assistir a situações de colapso e ao mesmo tempo de bênçãos e isto apenas irá refletir numa escala maior o que se reflete dentro de cada um de nós.

Sendo 2022 com três números emocionais, teremos oportunidade de trazer à luz do nosso consciente, emoções que nos limitam ou que não estão bem resolvidas dentro de nós, tais como: o desanimo, a depressão, a tristeza, a angústia, a culpa, a mágoa, os ressentimentos, etc, etc. Assim, poderemos ver no outro ou em situações partes de nós ou da nossa história.

E aqui, as nossas emoções serão guias de aprendizagem sobre tudo aquilo que precisamos de equilibrar internamente, ou seja, seremos desafiados a perceber que tudo o que nos desperta emoções e o tipo de emoção, serão oportunidades para aprendermos algo sobre nós, pois na verdade atraímos tudo o que precisamos de resolver internamente para evoluir.

Por exemplo: A questão do vírus covid desperta numas pessoas o medo e noutras desperta a consciência de cuidar mais da sua saúde e dar mais valor a outras coisas na vida. Por isso, perante as mesmas situações todos temos formas diferentes de reagir e essas reações ditarão que aprendizagem estamos a fazer.

Desenvolver a inteligência emocional será crucial este ano, nomeadamente a autoconsciência, autoconhecimento, saber gerir as emoções, ser empático, etc.

Neste sentido, estamos todos, a ter a oportunidade de numa vida só, resolvermos várias vidas, ou seja, de percebermos que o carma é simplesmente a criação da nossa realidade, através das nossas palavras, pensamentos, sentimentos, crenças, ideias, imaginação, ações e reações. E, se, o que nos move é a nossa felicidade, para que tal aconteça, é importante procurarmos um constante equilíbrio, como por exemplo, entre a emoção e a razão, entre dar e receber, entre as nossas necessidades e as dos outros, entre o que temos consciência e o que ainda é inconsciente, etc.

Na natureza tudo é regulado também por ritmo e periodicidade, o mesmo acontece connosco, nada é permanente, pois tudo alterna entre momentos de descanso e atividade, como o dia e a noite. Assim é o tempo, momentos de ação e momentos de espera, lembrando que o equilíbrio reside na harmonia entre os dois.

Os números representam assim os arquétipos da criação, pois por detrás da simbologia dos números reside a arquitetura da vida e do universo, sendo que na própria Bíblia – em Génesis reside a criação do mundo. Neste ciclo de 9 anos, 2021/5 encontra-se a meio, passando para 2022=6, e fazendo uma analogia à passagem na Bíblia sobre a criação do mundo: Deus disse, “Deixem-nos fazer o homem à nossa imagem, à nossa semelhança: e deixem-nos ter o domínio sobre os peixes do mar e sobre as aves do ar, e sobre o gado e sobre a terra, e sobre cada coisa rastejante que rasteje sobre a terra. Então Deus criou o homem à sua imagem, na imagem de Deus criou-o; masculino e feminino (…). Disse, “crescei e multiplicai-vos, enchei e dominai a terra”.

Deus, vendo toda a sua Obra, considerou-a muito boa e assim, surgiu a tarde e, em seguida a manhã, e foi o sexto dia. O 6º dia surge como um número perfeito da obra completa, associada a dois triângulos, união do mundo do espírito com a matéria.

Consideremos assim, o ano universal 2022/6 o reflexo do 3, a simetria do 3 nos 2 mundos (reflexo do mundo superior no mundo inferior), que está associado às seguintes palavras-chaves: harmonizar, consumação, equilíbrio, dar beleza à estrutura, PERTENCER!

2022/6 será assim o ano da RESPONSABILIDADE e do AMOR UNIVERSAL. É um ano mais calmo, pois 6 está associada à energia feminina/passiva que nos pede estabilidade emocional, primazia de projetos comunitários, mais atenção à família e prioridade dos laços afetivos!

Será um ano bom para estabelecer alianças, pois as ligações estão favorecidas e valorizar a comunidade onde estamos inseridos.

Em 2021 tendo sido o tema da liberdade percebemos que temos a capacidade de fazer escolhas. 2022 assume-se como o ano da responsabilidade, pois ao escolhermos pressupõe assumirmos a responsabilidade pelas escolhas e cada vez mais sentiremos que não podemos ser guiado por instâncias superiores mas sim pela da união de pessoas que partilham os mesmos valores.

É um ano favorável para os solteiros encontrarem o romance, pois o 6 é o número do amor. É um ano para viver os afetos de forma mais intensa. Da melhor forma, pode ser um ano para assumir compromissos e aprofundarmos as relações.

É um bom ano para aqueles que trabalham na saúde ou noutras áreas de prestação de serviços, que precisem de foco, pois terá muitas oportunidades para servir o outro.

Tudo o que seja assumido neste ano tem hipótese de longo prazo. Ano de evidência para quem está em atividade artísticas e criativas.

É um ano de conquistar a paz e de estabelecer contactos com pessoas que já não via há algum tempo. Teremos sucesso nas nossas carreiras em proporção à nossa dedicação e o sentido que damos às nossas ações. É um bom ano para ter sucesso profissional, consolidar o que já construiu, e quando estiver perante desafios, faça as suas escolhas, que envolvam equilíbrio e estabilidade.

Podemos ser chamados a participar em programas de caridade e prestar serviço ao próximo, pois cada vez torna-se mais consciente assumirmos um papel mais ativo na nossa comunidade. A questão da preservação e valorização das nações terá maior impacto, como temos vindo assistir em vários países. Teremos oportunidade de manifestar a nossa solidariedade mas ao mesmo tempo regulada pela entrada e saída das pessoas nos países.

O sentido de grupo, será mais evidente, pois as pessoas vão unir-se em prol de objetivos comuns.

Cada vez mais as pessoas sentem a necessidade de pertencer, seja a um lugar, seja à comunidade ou país. Quando “pertencemos”, sentimos que fazemos parte, que temos um lugar, um propósito e assim contribuímos com mais consciência. O sentido de grupo, será mais evidente, pois as pessoas vão unir-se em prol de objetivos comuns.

O tema da família, do lar e afetos será primordial, pois pede-se a vivência dos afetos com mais consciência, em particular com os filhos, as crianças que precisam de uma atenção diferente, quer no respeita ao tempo de qualidade que passamos com eles, quer no sistema educativo em geral, por isso, a educação estará no tema da mesma. A questão das dependências e vícios serão também o tema, pois cada vez mais assistimos as pessoas de todas as idades dependentes do monitor, das tecnologias, de séries, etc, por isso, comecemos a refletir que vazios temos ou quem não ocupa o ser lugar de forma a existir cada vez mais dependência a todos os níveis.

Os desafios que teremos são de ordem emocional e/ou relacional, que muitos deles herdamos do nosso sistema familiar, por isso, será um bom ano para analisarmos a história da nossa árvore genealógica, e perceber que padrões emocionais e situações vimos reparar, pois na verdade ninguém evolui fora do seu sistema familiar.

Se repararmos temos o 22 dentro ano que corresponde a uma energia mestre, à construção de um novo mundo. Podemos assistir a grupos que se unem na concretização de ideais e sonhos para beneficio da comunidade ou mesmo para o mundo. Com a repetição de 3 x o número 2 apela-nos à sensibilidade, à colaboração, à parceria e à união e o 0 abre-nos sempre o campo das infinitas possibilidades, tudo será na nossa vida como queremos.

A cor deste ano é azul índigo e o cristal associado é o lápis lazúli e fluorite, pois com clareza mental e emocional conseguiremos abrir caminhos para nós e para o outro. O lema para este ano será “juntos somos mais e melhores” e “quanto melhor estiveres no teu ninho, melhor estarás no mundo”.

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também