Desabafo de um sócio vitoriano

Entenda-se, então, este texto, como um desabafo de um sócio, que apostou no Miguel Pinto Lisboa, porque acreditou que este voltasse a dar à grande família vitoriana, a vontade de seguir o nosso clube para onde quer que fosse, que é aquilo que acontecia noutros tempos, em que o nosso Vitória era temido, fosse em casa ou fora de portas.

O Miguel no seu primeiro ano de presidência, herdou uma equipa e reforçou-a com alguns elementos de onde apenas sobressaiu um: Marcus Edwards, outros infelizmente não produziram aquilo que se esperava deles.

Começou o segundo ano e saiu a espinha dorsal do ano transacto:

Douglas e Miguel Silva.
Pedro Henriques (Pedrão) e Tapsoba (já anteriormente vendido).
Pêpê, João Carlos Teixeira e Al Musrati.
Davidson e outros emprestados.

Entraram vários jogadores, os quais o Sr. Carlos Freitas, em entrevistas a vários jornais, dizia serem úteis para um projecto que precisava de tempo, para que estes se adaptassem. Eu dei o benefício da dúvida, perante tal responsabilidade, não queria opinar sobre jogadores que desconhecia, mas depois de os ver actuar em alguns jogos, não tenho dúvidas, os ditos jogadores que foram vendidos ou emprestados não foram bem substituídos por aqueles que entraram salvo algumas excepções como, no meu entender, são o caso:

Ricardo Quaresma – jogador de inegável classe, mas entendo que já não tem idade para jogar nas alas. Deveria pautar o jogo do Vitória pelo meio e classe para o fazer tem-na ele.
Pepelu – jogador muito útil em roubar bolas e a lançar a equipa. Não é nosso, mas gostava de o ver no nosso Vitória em definitivo.
Abdul Munin – Diamante por lapidar. Vai ser, se quiser, um grande jogador.
Bruno Varela – O terror dos avançados. A ele devemos grande parte dos pontos que fomos angariando.

Acredito que o Miguel tentou, baixando o orçamento, fazer uma equipa tão forte ou mais ainda que a que tinha acabado no ano transacto, que tão boa figura fez nas competições europeias, mas o resto das contratações e foram bastantes, foi um autêntico desastre.

Presidente há que pedir responsabilidades a quem aconselha tão mal. Parabéns ao João Henriques pelos resultados que tem feito fora de portas, mas em casa tem sido um autêntico sufoco. Os nossos corações e os nossos sonhos trabalham a uma rotação, que nos deixa cansados. Imagino também, que o seu, Presidente.

O nosso maior activo – Marcus Edwards – está-se a desvalorizar e a venda bem feita deste jogador, é a saída para a feitura de um grande plantel, sendo muito mais rigoroso nas contratações. É assim tão difícil de fazer um plantel? Não é! É mais difícil colocar no final do ano, os jogadores que aqui chegaram sem o mínimo de valor para representar o nosso clube.

Presidente, vamos formar um plantel à Vitória, mas seja o Sr. a fazê-lo. Não queira ajudas. Já chega de invenções, que infelizmente custam muito dinheiro, e nós, não temos dinheiro para deitar fora.

Presidente por fim tenho que lhe fazer um pedido. No jogo Benfica-Vitória, de Quarta-feira, estava eu muito satisfeito, pois estávamos a ganhar 1-0 e aconteceu o lance que dava um livre perigosíssimo e essencialmente dava a expulsão do guarda-redes do Benfica. Se fosse ao contrário, a imprensa falava neste lance durante uma semana, como o lance foi em favor do Benfica ninguém diz nada.

Berre aos quatro ventos, exija o respeito que este clube já teve noutros tempos…

Fale Presidente, não hesite, nós vitorianos estamos consigo se o fizer ou será que uma situação destas lhe passa ao lado? Berre aos quatro ventos, exija o respeito que este clube já teve noutros tempos. Não ligue aos patetas dos comentadores, o Sr. está nesse lugar para nos defender a nós e nós exigimos respeito. Não há que ter medo. Eles já não nos podem roubar mais do que aquilo que fazem. Não vale a pena ter reuniões com os chefes da arbitragem. Faça aqui barulho e peça o apoio da autarquia que o deve dar, que nós ficamos contentes e vamos consigo onde for preciso.

Por fim um agradecimento ao treinador que tem feito um trabalho muito meritório. Só não o percebi no jogo da Taça com o Santa Clara, ao deixar de fora jogadores como o Edwards e o Rochinha. Seria por gestão do grupo? Compreendo, mas Taça é Taça. João, isto é só uma opinião, porque até acho que o Sr. até tem feito milagres com a qualidade do plantel que tem. Dou-lhe os parabéns (o outro fugiu) e espero e fico-lhe muito grato se com o andar da carruagem, o Sr. me provar que eu estava enganado ou demasiadamente preocupado.

Presidente, estas linhas que entendi que deveria escrever, são uma tentativa de alerta para aquilo que eu antevejo mas que espero ansiosamente que não venha a acontecer. Lutei por si, espero como tal, que o meu amigo faça boa figura, no entanto, tinha que dizer alguma coisa sobre este plano de contratações que eu para ser educado, digo só que não foram bem feitas.

Digo também que com o dinheiro das vendas de Tapsoba, Davidson, Pêpê, João Carlos Teixeira e o dinheiro dos empréstimos dos jogadores como o Pedrão, Rafa Soares, Celis e outros que andam emprestados, a direcção tinha a obrigação de fazer um plantel bem mais capaz do que aquele que temos.

P.S. Por não querer desestabilizar, escrevi estas linhas numa altura em que a classificação, no campeonato, é boa. Deus permita que assim continue, e que chegando ao fim do campeonato me possam dizer: “Ricardo, estavas enganado!” Seria um final feliz para mim e para aqueles que são vitorianos, e gostam do Vitória.

© 2020 Guimarães, agora!

10 COMENTÁRIOS

  1. Ricardo, estou completamente de acordo, salvo o comentário do treinador no final do jogo da Taça, (Sr treinador o senhor está no VSC, e com este futebol não vamos longe se para si foi o melhor jogo……). Sr Presidente não tenha medo e assuma se como Presidente deste grande clube, perante os VÁR ,Árbitros, jornais TVs e todos aqueles que nos querem diminuir. Conto consigo.

  2. Somos comidos e roubados por esses ladrões à anos, temos uma direção que não diz nada não faz barulho porque só pensa ter jogadores para vender nós sócios é que sofremos cada vez vemos um Braga a milhas do nosso grande vitória vergonhosamente

  3. Muito Ricardo.
    Na mouche.
    Transmite na perfeição aquilo que me vai na alma.
    Precisamos ser mais pró-activos contra esta corrupção que atormenta a verdade desportiva.
    Abraço e bem haja.

  4. Esse Sr. Vigarista chamado Carlos Freitas vai simplesmente arruinar o nosso VITÓRIA. Espero sinceramente como vitoriano que alguém o ponha para fora do nosso clube o quanto antes. Temos uma equipa muito fraca sem atitude sem garra das piores nos últimos 15 anos no mínimo.

  5. Subscrevo na íntegra a opinião do Ricardo Pimenta Machado.
    Ricardo, está na hora de pensar na candidatura ao nosso Grande Vitória.
    Está na hora de o recuperar para o lugar que merece, como o fez o seu irmão.
    Não tenha medo.
    Bem haja

  6. Boa sr. Ricardo era preciso mais gente assim a pensar no nosso Vítoria está direção o que quer é vender não. Interessa a classificação do Vitória eles estão aqui para o interesse deles .estou de acordo é dos piores plantéis dos últimos anos porque está direção não gosta do Vitória

  7. Concordo a 100% que o presidente tem de lutar pelo Vitória. O que se passou no jogo da taça da liga, não foi só um roubo, foi uma envergonha para todos aqueles que gostam de futebol.
    Quanto ao plantel, sem dúvida que no ano passado era melhor. Mas este ano temos finalmente um guarda-redes e um jogador campeão europeu para ajudar esta equipa a ser algo que hoje ainda não é. O treinador não era a minha primeira hipótese, mas tem feito pela vida e com rendimento no campeonato. Por isso, temos de dar tempo à equipa, pois desde que me conheço, somos Vitória, os jogadores é que têm de gostar de nós e jogar por nós, não o contrário! No dia em que o rei sair do emblema é que fico preocupado! Por mim, venham mais como o André Almeida e o André André…quero jogadores que sintam o clube, é essa a nossa forma de estar na vida e no campo. Para terminar, pois estamos numa época de esperança, queria dizer que já lá vão longos dias em que chorei, agarrado ao meu pai, na final da taça de Portugal…mas um dia, nem que seja agarrado a um neto meu, espero voltar a chorar pelo Vitória…mas campeão nacional! Sr. Presidente, não vou pedir que seja campeão nacional para o ano, mas para um dia o sermos, que seja esta a primeira época onde se começou a trabalhar para esse objetivo. Feliz festas para os Vitorianos!

  8. Quando li o título, imaginei que o desabafo de um vitoriano estivesse sem papas na língua há moda do ditado popular, mas para deceção minha devo dizer que tem uma certa razão, embora um murro tem que ser dado para que as coisas entre nós eixos, o vitória na minha opinião continua órfão de um líder no clube, muitos a pensar e a gerir arruínam projetos e caminhos para o sucesso, o fantasma do ano zero tem que acabar e apostar no presente. Vitória sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,728FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa

Leia também

Novo livro: Ferreira de Castro e(m) Guimarães

No âmbito do Dia Mundial do Livro, Álvaro Nunes e...

Síncope: artista Carlos A. Correia estreia hoje no espaço Oub’lá

O espectáculo está dividido em três partes. Músic...

Moreirense: início fatal afasta o 6º lugar

Nos primeiros 11’ da partida, o Moreirense sofreu...

Vitória: o resultado é bem melhor que a exibição

Com um golo de Rochinha (16’), o Vitória importou...

Vitória: inverter o ciclo com o Santa Clara

O jogo com o Santa Clara é crucial no resto do ca...