Ensino: conselho municipal avalia projecto educativo

A nova carta educativa será editada em formato digital e o novo projecto educativo preocupar-se-á com o ensino profissional.


A carta educativa de Guimarães, terá uma nova versão digital. E estará brevemente disponível com a função de proporcionar à comunidade e encarregados de educação um conhecimento mais vasto sobre a rede escolar. Vai ter dados actualizados sobre o universo educativo, de modo a tornar-se numa ferramenta que sustente as políticas educativas municipais.

“A educação tem uma atenção muito especial em Guimarães…”

O presidente da Câmara, Domingos Bragança, presidiu à sessão do Conselho Municipal de Educação, destacando que “a educação tem uma atenção muito especial em Guimarães”. E justifica que tal se reflecte nos “inúmeros projectos desenvolvidos para todas as faixas etárias e abrangendo todo o território”.

Admitiu que “os resultados obtidos são muito bons”, já que sendo o acesso à educação universal, não se registam casos de exclusão educativa. No conselho local de educação, o presidente da Câmara elencou “o amplo investimento no melhoramento do parque escolar, na sequência de múltiplas intervenções nas escolas do concelho e até a reformulação de alguns estabelecimentos”.

O trabalho desenvolvido na educação municipal, foi avaliado pelos agentes participantes na reunião. Nas vertentes da formação integral de cada indivíduo ao longo da vida, na exploração do território como um meio de produção e na articulação de conhecimentos, a promoção de Guimarães como cidade inteligente que estimula à participação crítica e criativa de todos e a implementação de projectos na área ambiental.

O resultado referente ao recente indicador de Equidade, onde compara os resultados escolares dos alunos abrangidos pela Acção Social Escolar, também foi analisado. Nos municípios com maior número de alunos, Guimarães destaca-se no 2º e 3º ciclo onde tem o melhor resultado nacional no indicador de Equidade.

© Município de Guimarães

Recorde-se que o projecto educativo local incorporou a educação artística, a actividade física desportiva, a educação patrimonial e ambiental nos eixos estruturantes do trabalho das escolas, de modo a conjugar as aprendizagens que um aluno deve fazer.

Na reunião do Conselho Municipal de Educação, participou o coordenador do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, José Verdasca. Elogiou as práticas educativas em Guimarães como “exemplo a seguir em outros contextos do país”.

O Conselho Municipal de Educação também avaliou o esforço do Município nas acções realizadas em tempo de pandemia, e das respostas dadas às várias situações, em ordem à garantia da segurança dos alunos na concretização do programa educativo.

No futuro, o projecto educativo deverá dar mais atenção ao ensino profissional, cuja frequência não é das mais preferidas pelos jovens que se inclinam mais para a frequência do ensino secundário tradicional.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,740FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também