8.8 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 7, 2023

PCP: não desistiu e lutou por acesso a creches gratuito

A concelhia de Guimarães do PCP, lembra como se bateu “pelo direito das crianças de frequentarem as creches”, sem custos para as famílias.


Vale a pena lutar e não desistir, foi isso que o PCP fez, ao bater-se “sempre pelo direito das crianças de frequentarem as creches e das famílias não terem custos com o acesso a este equipamento social”.

Num comunicado difundido pela concelhia de Guimarães, recorda-se que “a intervenção que o PCP tem tido e as propostas que também apresentamos foram determinantes para que no Orçamento do Estado para 2021 ficasse inscrita a gratuitidade das creches para as crianças das famílias do primeiro escalão de rendimentos, mas também para o segundo filho ou mais filhos de famílias no segundo escalão de rendimentos”.

O PCP diz que este foi “um primeiro passo no caminho da gratuitidade das creches para todas as crianças, assegurando-se assim um direito e um apoio fundamental às famílias”.

“O custo das creches é elevado, e considerando até os baixos rendimentos da generalidade dos trabalhadores e das famílias do nosso país…”

Considerando que “o custo das creches é elevado, e considerando até os baixos rendimentos da generalidade dos trabalhadores e das famílias do nosso país, sendo esse mesmo custo um obstáculo que condiciona a decisão de ter ou não filhos ou, muitas vezes, de se ter mais do que um filho”, o PCP evoca estudos que demonstram que “os portugueses em idade fértil gostariam de ter mais filhos do que efectivamente têm”. Daí que “a gratuitidade da frequência de creche para as crianças até aos 3 anos ou até à entrada no pré-escolar representa um factor de segurança para os casais que desejam ter um primeiro filho ou que desejam também ter mais filhos e o actual momento que vivemos, face até à perda de rendimentos das famílias, confirma ainda mais a necessidade e importância da medida da gratuitidade das creches”.

“O PCP continuará a acompanhar a implementação desta gratuitidade e continuará a intervir para que a mesma seja cada vez mais abrangente” – salienta ainda o comunicado.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também