11.1 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 7, 2023

PCP: é importante que o SNS trate doentes Covid como preste cuidados de saúde

O PCP vai organizar uma tribuna pública em frente ao Hospital Senhora da Oliveira, em defesa e valorização do Serviço Nacional de Saúde (SNS), na Quinta-feira 17 de Dezembro, às 9h30.


A Comissão Concelhia de Guimarães do PCP, tem programada uma jornada de rua em defesa da capacidade do SNS no tratamento dos doentes com Covid-19 e na recuperação de atrasos na prestação de cuidados de saúde.

“É importante dotar os hospitais e centros de saúde com os meios necessários para recuperar as consultas, as cirurgias, os tratamentos e os exames em atraso…”

Para isso, o PCP entende que “é importante dotar os hospitais e centros de saúde com os meios necessários (financeiros, humanos, técnicos e materiais) para recuperar as consultas, as cirurgias, os tratamentos e os exames em atraso”. E cumprir a tarefa urgente de tratar os doentes afectados pela pandemia.

Com esta ideia, o PCP propôs, 50 medidas, das quais 23 foram aprovadas, durante a discussão do Orçamento do Estado para 2021, na Assembleia da República. “Um importante contributo para assegurar a prestação de cuidados pelo SNS” – salienta a nota da concelhia do PCP local. E elenca, as propostas submetidas no parlamento, que apontam no reforço das Unidades de Saúde Pública com mais de 500 profissionais, um subsídio extraordinário de risco para profissionais em funções ou actividade, tendo em conta o risco de contágio com Covid-19, medidas de recuperação de consultas nos Cuidados de Saúde Primários, 2,5 milhões de euros para a implementação do Laboratório Nacional do Medicamento, cujas medidas aprovadas reclamam do Governo a sua concretização.

A Comissão Concelhia de Guimarães do PCP reafirma “que continuará a sua intervenção neste sentido e apela à mobilização e luta dos trabalhadores da área da saúde, bem como dos utentes na defesa e valorização do SNS”.

E relembra que “a crise está a potenciar uma deterioração dos níveis de saúde em Portugal, e o desemprego, a pobreza e condições de vida insalubres são, há muito, reconhecidos como factores facilitadores de algumas doenças”. E só “o SNS é que está em condições de garantir o direito à saúde de todos os portugueses”.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também