24.5 C
Guimarães
Segunda-feira, Maio 27, 2024

Vitória: treinador mostra satisfação por os adeptos se reverem na equipa

Economia

“Deixa-nos orgulhosos” – diz o treinador sobre o apoio dado à equipa pelos adeptos e simpatizantes do Vitória. Inclinado a fazer a sua parte para “fortalecer esta relação e esta ligação com os nossos adeptos”, Álvaro Pacheco aceita “responsabilidade” que deriva dessa “amizade” e não esconde a satisfação por aqueles que “se revêem na equipa, e se identificam com a nossa identidade e o nosso percurso”.

Nesta declarada “sintonia entre adeptos e equipa” ao longo da época, o treinador entende que só “temos de continuar a trilhar o nosso caminho e com o Farense não nos podemos desviar, nem numa vírgula, do que nós somos porque foi isso que nos trouxe até aqui: ser Vitória”.

PUB

Sobre o jogo com os algarvios, admite que eles “vão jogar desinibidos” e com “a ambição de conquistar os três pontos”, como ambiciona o seu treinador.

“O Farense é uma equipa com um perfil de jogo que nos pode causar contrariedades se não formos capazes de dominar os momentos do jogo como nós queremos” – reconhece.

“É isto que fomentamos diariamente, sermos campeões todos os dias.”

Mas a postura do Vitória será determinante para vencer todas as contrariedades. A determinação, a concentração muita elevada e o foco naquilo que é para conquistar, são os atributos que fará do Vitória uma equipa vencedora. Recorda “o que nos trouxe até aqui: uma determinação, um foco, uma ambição e um espírito ímpares”. E lembra que “é isto que fomentamos diariamente, sermos campeões todos os dias”. 

“Mostrar orgulho no trabalho feito e no desempenho em cada partida, não nos desviarmos do nosso percurso e saber quem nós somos, dar-nos-á a oportunidade de conquistar três pontos”.

Repete que “olho para isso com naturalidade” – referindo-se ao facto de agora ser Manu Silva a ficar impedido de dar o seu contributo à equipa. Justifica que “atendendo ao espírito, mentalidade e à forma como este grupo trabalha, as oportunidades surgem sempre para alguns. Isso tem sido recorrente ao longo da época”

E a cobiça sobre Jota Silva? O treinador acha que “tudo o que se fala nesta altura sobre o Jota funciona como combustível para ele continuar a trabalhar em busca dos seus objetivos e sonhos. Tem de continuar a ser o Jota de sempre. É isso que vai ser no jogo de amanhã, vai ser o Jota de sempre, a ajudar a equipa a atingir os seus objetivos”.

Ricardo Mangas ficará de fora depois da lesão contraída no jogo com o Porto? Para além de ser “uma contingência do futebol”, Álvaro Pacheco reconhece que “a equipa tem tido poucas lesões, mas acontece. Quando uma equipa joga com grande intensidade e agressividade, é normal que aconteçam alguns imprevistos. Se o Mangas não puder, tenho o Afonso Freitas, que entrou muito bem frente ao Porto. Até já lhe disse que está a treinar como nunca tinha treinado desde que eu cheguei ao Vitória. Tem treinado muito bem e a merecer uma oportunidade. Com as suas qualidades vai ajudar a equipa a atingir aquilo que nós pretendemos” – concluiu.

Foto © Vitória SC

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias