12.7 C
Guimarães
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Vitória: treinador diz que não há pressão porque ganhar é uma obrigação permanente

Economia

É mais um jogo do campeonato com um um adversário competitivo, e de ‘cariz ofensivo’ que também aposta num bom resultado.

Procurar nova vitória na Liga Portugal é o desejo de Álvaro Pacheco: também por uma obrigação de ganhar que é permanente no clube mas porque importa apagar o trio de jogos em que o Vitória não ganhou.

PUB

O treinador renova a confiança no plantel, não fala de períodos bons ou maus – comuns a todas as equipas em parte da competição – e espera que a equipa se mantenha fiel à matriz de jogo e espírito de equipa.

Na conversa com os jornalistas, Álvaro Pacheco justifica porque mantém a sua confiança nos jogadores para lá dos resultados e dos golos marcados. “O mais importante para mim é o processo a forma como os meus jogadores treinam, o rendimento que eles têm durante a semana e o crescimento que demonstram ao longo do tempo”.

Cita os nomes de Nélson Oliveira e Adrián Butzke como exemplos de quem tem treinado bem e evoluído neste ‘processo’ vitoriano e são eles que dão ao treinador confiança para os próximos desafios.

Nélson Oliveira e Adrián Butzke. © Vitória SC

Revela que “o Nélson Oliveira não foi contratado a pensar na eventualidade da saída do André Silva. O Nélson foi contratado depois da saída do Alisson Safira”.

E como os jogadores do Vitória têm demonstrado muita qualidade é natural que o treinador perceba que “eles são muito apetecíveis a outros clubes”.

“Estamos a trabalhar sempre em equipa para o bem do Vitória.”

Uma coisa é clara para o treinador: “estou em sintonia com a administração do clube, sabemos qual é o projecto e quais são as necessidades do clube, estamos a trabalhar sempre em equipa para o bem do Vitória”.

A saída André Silva vai voltar “a unir-nos e agrupar-nos, pois, essa tem sido a tendência quando perdemos um elemento da nossa equipa de quem gostamos”

Para além destes afectos, o treinador acredita que “a equipa vai ficar mais forte” e abre-se um ciclo de oportunidades para outros jogadores quando alguém sai, por questões de mercado.

Sobre o Estoril Praia e o jogo, sabe que será “um jogo difícil”, com o adversário a aproveitar o ‘factor casa’.

Porventura o Estoril-Vitória será, para além das tácticas, um jogo aberto e competitivo. Mas Álvaro Pacheco acredita que “teremos um Vitória muito forte, determinado, comprometido e, acima de tudo, audaz, fazendo aquelas coisas que nós temos vindo a fazer”.

Lembrou o passado recente, e regista que “o rendimento dos jogadores tem sido bom” e todos “temos de nos focar naquilo que temos de fazer”.

Foto © Vitória SC

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias