13.2 C
Guimarães
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Vitória: “A equipa tem uma identidade bem vincada”

Economia

É esta a convicção de Álvaro Pacheco que contra o Portimonense quer resgatar a derrota da primeira volta e manter o bom momento em que tem vivido.

O Vitória vai a Portimão jogar sem Jota Silva e Toni Borevkovic, um avançado e um defesa que se têm destacado na equipa vitoriana e à qual emprestam um contributo importante.

Sendo certo que, também, no futebol não há ninguém insubstituível, não se deve, contudo, menosprezar a ausência daqueles dois jogadores cuja qualidade merece destaque.

O treinador vitoriano vê a sua não convocação, por motivos disciplinares, como “uma oportunidade para outros jogadores do plantel”. E assume as ausências não como uma opção sua mas como uma fatalidade da competição e daí considera que “todos os jogadores são importantes”. Continua crente no plantel que tem e no qual confia e reitera a sua satisfação “com todos os jogadores que tenho à disposição neste grupo”.

Álvaro Pacheco assume a responsabilidade pelas novas opções sem rodeios e aproveita o ensejo para ver outros jogadores em acção, numa equipa que tem dado tudo para vencer os jogos.

Explica porque Kaio César ainda não teve a sua oportunidade, afirmando que o jogador “ainda está a passar por um processo de adaptação que é fundamental para o crescimento dele”, em Portugal.

Reconhece que “está a trabalhar para ter uma oportunidade a qualquer momento”, sem definir esse tempo, acreditando que essa oportunidade vai surgir.

Kaio César. © Vitória SC

Contra o Portimonense, há uma coisa que o treinador não quer que mude: a filosofia de jogar sempre para ganhar.

“Quando não ganhámos, ficamos tristes” – explica. E lembra o que se passou no último jogo com o Benfica. “Pela exibição que fizemos, merecíamos vencer e conquistar três pontos. Agora queremos é ir para o próximo jogo e conquistar mais três pontos. Encaramos cada jogo como uma oportunidade e só nos importa saber como é que a equipa tem que estar para cumprir esse objectivo” – sustentou.

Ainda sobre a equipa que vai jogar, Álvaro Pacheco acredita na matriz que o Vitória tem e na identidade bem vincada que tem demonstrado. E sublinhando que parte do sucesso da equipa principal também está nos suplentes que “têm treinado muito bem”. E isso fortalece o 11 inicial e dá garantias de que quem tem menor tempo competitivo está em condições de entrar em jogo.

Salienta que “em Portimão vai apresentar-se o mesmo Vitória, com a mesma filosofia, mentalidade, ambição e o mesmo espírito de conquistador”.

Não esquece o valor da equipa algarvia “com jogadores interessantes que actuam no meio campo e no ataque”, o que o faz dizer que “temos pela frente um desafio à nossa altura”.

Sobre declarações recentes do presidente do Vitória, o treinador deixa elogios sobre “a honestidade do presidente em relação à realidade do clube”. “Como treinador, espero e rezo sempre para as coisas não acontecerem… de modo a não perder nenhum dos meus atletas” – concluiu.

Foto © Vitória SC

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias