1.5 C
Guimarães
Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023

Penha: atletas e equipas de Guimarães dominaram o 11º BTT DHI

Venceram em sete das 11 categorias e conquistaram um 2º lugar e dois 3ºs numa prova realizada na emblemática pista de Downhill vimaranense.


Pedro Fernandes e Ana Leite venceram na categoria máxima (elites), Adriano Silva em cadetes, Ricardo Soares em master 40, Duarte Ribas em juvenis, Afonso Soares em infantis e a equipa Bike House DH Team/Guimarães a classificação colectiva.

Numa competição promovida pela Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e da Irmandade da Penha, a pista de Downhill vimaranense acolheu o Campeonato do Minho de DHI depois de, em 2020, ter sido o palco do campeonato nacional desta vertente do ciclismo.

Num dia excelente (Domingo 23 de Maio) para a prática da modalidade foram muitos os ciclistas que marcaram presença na primeira prova do Campeonato do Minho de BTT Downhill-Cision que contou, pela primeira vez, com a participação de atletas das categorias de escolas (infantis e juvenis).

O vimaranense Pedro Fernandes, também conhecido por Beto DH, foi o grande protagonista da tarde. Depois de vencer a manga de qualificação, desceu a pista da Penha em 2:10.341, deixando Rafael Sousa (Maiatos) a 1.50s. O também vimaranense David Martins, campeão do mundo de BTT DHI Universitário em 2018, melhorou o tempo da descida de qualificação e terminou na terceira posição.

O espanhol Roi Jorge (Ciclos Quintera C.) foi o mais rápido e subiu ao primeiro lugar do pódio da categoria de juniores, deixando Diogo Pereira (Bike House DH Team/Guimarães) na segunda posição. Marco Pinheiro (Desportivo Jorge Antunes) – no seu primeiro ano de juniores e que no ano passado se sagrou, na Penha, campeão nacional de Cadetes – terminou no terceiro lugar.

© Marcelo Lopes

Adriano Silva (Bike House DH Team/Guimarães) foi o mais veloz em cadetes. Várias vezes campeão nacional e do Minho de DHI, Ricardo Soares (Bike House DH Team/Guimarães), regressou à competição seis anos depois de ter interrompido a carreira desportiva e venceu na categoria de master 40.

Nas provas de escolas, Afonso Soares (Bike House DH Team/Guimarães) venceu em infantis, enquanto o espanhol Ezequiel Sanchez (5TH Pine MTB Team–Club) foi segundo e Benjamim Vasconcelos (Maiatos) terceiro. Em juvenis, superiorizou-se Helena Vasconcelos (Maiatos), terminando a sua irmã Margarida na posição seguinte do pódio.

Duarte Ribas (Bike House DH Team/Guimarães) foi o mais rápido em juvenis, terminando na segunda posição André Maia (Maiatos) e Diogo Rodrigues (Bike House DH Team/Guimarães) na terceira. Por equipas a Bike House DH Team/Guimarães foi a vencedora do 11º BTT DHI da Penha.

© Marcelo Lopes

Paulo Renato, adjunto do vereador do Desporto da Câmara Municipal de Guimarães, marcou presença na montanha da Penha e fez um balanço positivo da prova.

“O Downhill é uma vertente muito acarinhada e com muitos praticantes aqui em Guimarães…”

“Correu muito bem e só é pena estarmos neste período de pandemia, mas é bom que Guimarães continue a receber estas provas, até porque temos aqui excelentes espaços para este tipo de desportos. De resto, o Downhill é uma vertente muito acarinhada e com muitos praticantes aqui em Guimarães”. Salientou que o Município apoia este tipo de eventos e que “é bom que se passe a mensagem que é possível continuar a praticar desporto e a competir, com todos os cuidados, mas a vida tem que continuar. É uma mensagem que se passa para o exterior que se pode continuar e com a esperança que no próximo ano possamos realizar esta prova já livres de todas estas restrições”.

“Foi uma vitória saborosa” foi assim que Ana Leite, atleta de Guimarães que representa a equipa na AXPO/FirstBike Team/Vila do Conde, se referiu a mais uma vitória no DHI. Ana Leite salientou que “vim para a prova para ganhar, mas na primeira descida tive alguns problemas. Saiu-me a corrente e tive um problema com a bicicleta. Na segunda descida ia com algum receio, que me acontecesse o mesmo, mas correu tudo bem e acabei por ganhar”.

Pedro Fernandes foi o grande protagonista do 11º BTT DHI da Penha. O ciclista de Guimarães foi o mais rápido a descer as duas mangas e confessa que “não estava à espera de um resultado destes”, mas “a prova correu muito bem, melhor do que esperava”. Embora tenha cometido “um pequeno erro na parte final da última descida”, Pedro Fernandes, acabou por ganhar a prova da Penha, “também graças aos meus colegas da modalidade, que me deram forças para isso”.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também