Moreirense: é tão simples jogar bem e com simplicidade

O Moreirense selou com um triunfo, em Portimão, a sua permanência entre os maiores do futebol português e pressionando o Vitória no 6º lugar.


Ao cumprir o objectivo de sempre, de se manter na Liga principal, o Moreirense alargou, a duas jornadas do fim do campeonato, a sua ambição para o 6º lugar que dá direito a participar numa prova da UEFA.

Com um estilo de futebol simples, com ambição e muita humildade, Vasco Seabra colocou os seus jogadores em campo, num estilo que marca a equipa, o de aproveitar as saídas para o contra-ataque como arma de arremesso contra o adversário e tentar o golo – marcou dois mas podiam ser três ou mais.

O espírito de luta da equipa de Moreira de Cónegos, o seu empenho, a qualidade demonstrada pelos jogadores só podia dar no que deu: um triunfo para festejar antes do fecho da prova, a permanência na Liga principal.

O Moreirense conseguiu mais essa proeza da permanência praticando um futebol alegre, jogando com tão à vontade que fez Ferraresi brilhar, mais uma vez, com um golo de cabeça, de costas voltadas para a baliza, igualando a partida e dando início a um domínio que o Portimonense nunca foi capaz de anular.

André Luís aos 22’ podia ter antecipado o empate, depois do golo de Fabricio, obtido na marcação de um penalti. Outros lances surgiram com o mesmo fim, porém, o empate só chegou ao cair da 1ª parte.

Era cada vez mais evidente a estratégia da equipa de Vasco Seabra que ia moendo o adversário com lances repetidos de contra-ataque. Até que aos 81’, Franco colocou o resultado em 2-1 num belo golpe de cabeça que concluiu uma jogada de ataque, bem elegante e muito bem urdida.

© VSPORTS

Franco haveria de falhar o 3-1 tal como Yan Matheus que, com o seu egoísmo, não deu a bola a um colega melhor colocado que poderia ter dado o 3-1.

Naquela altura já o Moreirense era senhor do jogo e o Portimonense reagia mais emocionalmente pelo que o regresso aos triunfos da equipa vimaranense era já inevitável e a subida ao 7º lugar uma certeza.

Vasco Seabra não deixava de elogiar os seus jogadores, pela sua “entrega incrível e pela paixão demonstrada neste jogo”, o que o levou a evidenciar o seu “orgulho” nos jogadores, depois de momentos difíceis porque passaram.

Agora, a ambição do Moreirense passa por chegar ao “lugar acima”, o 6º que é o último da participação europeia. Em dois jogos, o treinador, quer isso mesmo pois, os seus jogadores revelam “essa ambição”. Prometeu fazer “um jogo fantástico, em Braga, na próxima jornada”.

O Moreirense jogou com: Kewin Silva, Ferraresi, Rosic, Abdoulaye, Abdu, Walterson, Franco (Soriano Mané 89’), Fábio Pacheco, David Simão (Steven Vitória 89’), André Luís (Galego 80’), Pires (Yan Matheus 70’).

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,753FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também