39 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 23, 2024

Turismo: Guimarães sobressaiu no contexto do Minho e do Norte na BTL

Economia

  • É a convicção do vereador Paulo Lopes Silva que tende a dar maior consistência à representação de Guimarães nos mercados turísticos, aproveitando o crescimento do sector a nível internacional.
  • Guimarães está presente em algumas feiras de turismo, integrando-se em consórcios de mais de um Município ou entidades regionais como a do Turismo do Porto e Norte de Portugal.
  • O tempo de ter uma zona de turismo própria é inapropriada no momento. É menos global e mais isolada, ganha ao integrar-se num produto e numa oferta turística mais ampla e de maior qualidade.
  • Sendo parte de uma região turística da qual não se distancia mais de cerca de 50kms e com as suas especificidades dá forma e força ao ‘Amar o Minho’ e ao Turismo do Porto e Norte de Portugal, Paulo Lopes Silva defende que não pode haver outro posicionamento em termos de regiões turismo de que Guimarães possa beneficiar ou ver reconhecida as mais valias do seu território.
PUB

“Trouxe desafios muito interessantes do ponto de vista das actividades no decorrer da feira.”

A estratégia de integração num espaço turístico como o Minho ou o Norte para a sua promoção externa, é mais condizente da realidade actual?

O Município de Guimarães tem assentado a sua presença em feiras de turismo na presença própria em stand do Turismo do Porto e Norte de Portugal. No caso específico da BTL, tal se deve à clara preferência pelo pavilhão principal do certame, em espaço dedicado às regiões, aumentando a visibilidade da presença de Guimarães. Este ano em concreto, a presença foi concertada por todos os Municípios do Minho, fortalecendo assim o sub-destino dentro do contexto do Norte de Portugal. Foi uma primeira experiência que merece reflexão e que trouxe desafios muito interessantes do ponto de vista das actividades no decorrer da feira, para apresentar o destino sob diferentes perspectivas.

A participação em grandes feiras como a Fitur (Madrid), ITB (Berlim) entre outras estará equacionada para o futuro?

A Fitur é, hoje, uma feira para profissionais, pelo que a presença do Município não se aplica. As feiras internacionais são agora marcadas pela presença da Associação de Turismo do Porto e Norte de Portugal, de que Guimarães é associado recente. Essa presença é assim garantida, com visibilidade para o destino no contexto do Norte, hoje assumido pela nova marca enquanto ‘Portugal – Origem e Originalidade’, destacando naturalmente a origem de Portugal, o Berço da Nação.

A BTL continua a ser o melhor palco para afirmar Guimarães a nível nacional…

A BTL é, sem sombra de dúvida, o maior palco nacional da promoção turística, daí que a presença seja preparada com especial cuidado, levando o destino, mas também a sua gastronomia, vinhos, música, teatro ou a apresentação do projecto ‘Guimarães 360º’, enquanto dinamizadores da BTL, atraindo visitantes e despertando curiosidade sobre um destino de criatividade.

Paulo Lopes Silva diz que o isolamento de Guimarães na promoção externa não se justifica. © Direitos Reservados

A presença em 2024 pareceu mais rica e diversificada, porquê?

Ano após ano procuramos que a presença de Guimarães se diferencie pelas actividades e apresentações. Este ano, com o desafio de estar integrado no stand do Minho, fez com que a qualidade e quantidade de apresentações fosse reforçada, fazendo sobressair Guimarães no contexto do Minho e do Norte.

O modelo de mostrar Guimarães na BTL deu resultados? Que sinais há destas promoções?

Todos os anos temos feedback muito positivo da presença na BTL, especialmente das reuniões de negócio dos agentes vimaranenses, que alavancam a temporada com compradores nacionais e internacionais.

A promoção de Guimarães ainda se faz pela evidência do seu património histórico e mundial? E no futuro?

A imagem de Guimarães pela valia patrimonial e histórica será sempre central na promoção do destino, enquanto destino cultural. O futuro tem vindo a desenhar-se, acrescentado ano após ano a dimensão criativa, de inovação, de turismo sustentável e de turismo industrial. A diversificação tendo em vista o aumento da estadia média é fundamental para a qualificação da oferta do destino.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias