1.5 C
Guimarães
Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023
Alberto Martins
Alberto Martins
Alberto Martins, 41 anos é empresário e licenciado em Gestão. Atualmente é ainda presidente da Junta de Freguesia da Vila de São Torcato desde 2017, tendo já sido tesoureiro desde 2005 até 2017. Trabalhou e colaborou com diversas empresas, de onde se destaca a empresa Coming Future e a empresa JF Economista Internacionais.

Uma Vila sustentável mas com futuro!

A Vila de São Torcato é reconhecidamente uma Vila que oferece enorme qualidade de vida, a quem cá vive e a quem nos visita. Apresenta características únicas no concelho de Guimarães, devido ao seu património edificado, valências e magníficas paisagens, o que fazem desta Vila uma das mais procuradas para viver e passear. Contudo a visão que tenho para a nossa Vila assenta no equilíbrio entre a sustentabilidade e o desenvolvimento. A Vila de São Torcato para continuar a ser atrativa no futuro tem de ter o que considero o mais importante, as pessoas. São elas que dão vida a esta emblemática Vila do nosso concelho e bem sabemos como é chegar a uma Vila ou concelho do interior do país onde se faz sentir a desertificação. Assim urge pensar a Vila nesta dicotomia, sustentabilidade e desenvolvimento. São duas vertentes perfeitamente compatíveis, desde que o desenvolvimento se faça de forma acertada, nos locais corretos e alicerçado em fatores de sustentabilidade ambiental e patrimonial. Com a 2ª revisão do Plano Diretor Municipal de Guimarães está aberta uma oportunidade única de desenvolver São Torcato, permitindo desbloquear um conjunto de áreas para habitação, preferencialmente unifamiliar e também zonas industriais. A habitação em São Torcato é como sabemos escassa e cara, devido fundamentalmente à reduzida oferta e à enorme procura pelos fatores que anteriormente mencionei. Estou certo que a zona da Corredoura desde a bomba de gasolina, de Segade até Rendufe, de Mogege, Real e da Fonte Cidra tem muita margem de crescimento sem colocar em causa a referida sustentabilidade. Acrescento ainda a zona do Barreiro/Formiga com uma nova acessibilidade teria nova capacidade de fixação de população. Existe portanto a necessidade de novos terrenos disponíveis para construção e sabemos que mais oferta significa preços mais acessíveis. Paralelamente é necessário pensar as zonas industriais existentes e a criar, penso ser fundamental alargar a zona industrial do Gilde, oferendo-lhe melhores acessibilidades e permitindo o seu crescimento até ao parque do antigo “xavi”. Outra zona industrial muito importante será que irá nascer junto ao cemitério da Vila e que julgo ser fundamental para fixar empresas e dessa forma comércio, serviços e o mais importante de tudo pessoas. Assim com mais habitação disponível e com a atratividade de novos postos de trabalho estou certo que toda a Vila ficará a ganhar. São Torcato tem de soltar amarras do passado e de uma visão redutora da Vila, apenas bela para visitar mas sem capacidade de fixar população, no fundo a Vila tem de ter gente para ter vida e estou certo que estamos perante uma oportunidade que não podemos deixar escapar.

São Torcato uma Vila com Vida…

© 2019 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também