4.3 C
Guimarães
Sábado, Janeiro 28, 2023
Miguel Leite
Miguel Leite
Natural de Guimarães, Fisioterapeuta Licenciado, com mais de 10 anos de experiência profissional, tendo já tido várias experiências profissionais (meio hospitalar, clínica, ensino especial em escolas e meio desportivo/desporto de alta competição). É também Pós Graduado em Fisiologia do Exercício e Fisioterapia Cardiorrespiratória. Têm outras formações complementares relacionadas com a sua profissão. Faz parte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, pertencendo desta forma ao atual corpo ativo da corporação vimaranense.

Goteira de relaxamento vs Bruxismo

A existência ou não de uma saúde oral ativa apresenta modificações reais em todo o corpo, quer seja de carácter temporário ou persistente. Atualmente, são ainda muitos aqueles que negligenciam uma visita com uma certa regularidade ao seu médico dentista, pondo em causa o possível aparecimento de patologia multifatorial sistémica a curto prazo. O estado supersónico com que a sociedade vive apresenta uma representação na nossa estrutura oral, como sendo, a temido bruxismo.

A presença de um “ranger dos dentes”, de forma involuntária, com consequente aumento do trabalho muscular (hipertonia) dos músculos mastigatórios, potencia uma destruição precoce da estrutura dentária que leva ao aparecimento de patologia da cavidade oral e de outros sistemas periféricos. Estudos revelam que em Portugal existem cerca de 100.000 pessoas “atingidas” por esta desordem. A existência de quadros de ansiedade e depressão chega a estar presente em mais de 80% dos pacientes que apresentam bruxismo. Existem dois tipos de bruxismo: diurno e noturno. Esta situação encontra-se muito associada a indivíduos em idade jovem; na presença de tabaco; consumo de cafeína e álcool em quantidades excessivas.

“Encontra-se muito associada a indivíduos em idade jovem; na presença de tabaco; consumo de cafeína e álcool em quantidades excessivas…”

A utilização de fármacos que interfiram no sono (indivíduos com alteração do padrão de sono/distúrbios do sono), depressão ou ansiedade e desta forma modifiquem o mesmo, podem estar também associados ao risco de surgimento de bruxismo. Mas afinal qual o quadro sintomatológico que caracteriza o bruxismo? Dores de cabeça fortes (cefaleias), desconforto na articulação temporo-mandibular, dor intensa localizada nos músculos da face (músculos da mastigação) durante o dia, tensão muscular na região dos ombros, limitação da mobilidade articular dos movimentos bocais (abrir e fechar a boca) e ainda destruição estrutural dos dentes (esmalte fissurado) são os sintomas mais comuns.

Esta desordem pode ser detetada atempadamente e de forma precoce através do médico dentista (consulta de rotina), realização do estudo do sono e ainda através de uma avaliação especifica por parte de um Fisioterapeuta com formação em disfunções da articulação temporo-mandibular. Relativamente, ao tratamento, podemos intervir no bruxismo noturno/diurno com a utilização de uma goteira de relaxamento, que é desenvolvida numa clínica dentária (técnico protésico e dentista), que vai permitir a proteção anatómica de toda a dentição e consequente relaxamento da musculatura mastigatória, que a curto prazo se vai repercutir numa sensação de bem-estar por parte do paciente.

A realização de Fisioterapia para melhorar a funcionalidade e relaxamento articular intra e extra oral é mandatória e ainda a implementação de estratégias sociais (sessões de psicologia) que vise perceber as causas que desencadeiam estados de stress permanentes e que desta forma incitam ao aparecimento do bruxismo.

© 2019 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também