PSD questiona: classificação de Couros no Parlamento

A elevação da zona de Couros, a património mundial, continua enredada em indefinições e o processo não avança por falta de classificação nacional à área e ao património que representa.


Os deputados do PSD continuam a questionar alguns ministérios sobre processos relacionados com Guimarães. A classificação nacional da zona de Couros, essencial para a submissão da candidatura a património mundial na UNESCO continua sem qualquer decisão nos corredores das direcções gerais do Ministério da Cultura.

No requerimento dos deputados do PSD questiona-se o ponto da situação em que se encontra tal pretensão e pergunta-se quando esse pedido foi feito pela Câmara Municipal de Guimarães junto do Ministério da Cultura. E também qual a razão para que, sete anos depois da manifestação desta intenção, ainda não haja uma decisão que viabilize a intenção e acelere o processo de “submeter candidatura à UNESCO para alargamento da zona actualmente classificada como Património Mundial da Humanidade – Centro Histórico de Guimarães – à chamada Zona de Couros da Cidade, área correspondente à baixa da cidade, composta por tanques e indústria de curtimenta centenárias e que fica contígua à zona já classificada como Património Cultural da Humanidade”.

Para os deputados social democratas este é “um objectivo perfeitamente alcançável pelo manifesto interesse histórico e monumental da área cuja classificação se pretende que, enquanto tal, é do maior interesse local e nacional”.

Salientam também que em declarações recentes, quer o presidente da Câmara quer o vereador do pelouro, deram conta na reunião do executivo que a “Câmara Municipal já fez o que lhe competia”, com o envio de toda a documentação para a Direcção Regional de Cultura com vista à classificação como Monumento Nacional.

Do Ministério da Cultura, nomeadamente da Direcção Regional de Cultura do Norte, o que se sabe é que “a situação estava em análise”, uma situação que a Câmara “lamenta” – escrevem os deputados.

Nesta situação, os parlamentares do PSD lamentam que, sete anos depois, esta pretensão “não tenha ainda logrado sequer obter a imprescindível classificação nacional”. Daí que queiram mais esclarecimentos da Ministra da Cultura. Subscrevem o requerimento, os deputados André Coelho Lima e Emídio Guerreiro eleitos pelo distrito num total de 14 deputados subscritores.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,599FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa

Leia também

Fazer Presente: teatro ajuda inclusão pela arte

A ADCL vai implementar um projecto de teatro part...

Gondomar: lixeira a céu aberto nas margens do rio

As margens do rio Naceiros, afluente do Ave, têm ...

“Engenhocas” distinguida com prémio jovem biofísico 2021

O pai de Ana Rita Araújo, já a tratava por esta a...