10.1 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 27, 2024

Frente Cívica: pede explicações ao Governo sobre novo caso TAP

A associação Frente Cívica escreveu, esta Segunda-feira, ao Ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, pedindo explicações sobre o caso da renúncia da ex-administradora da TAP, e actual Secretária de Estado do Tesouro, Alexandra Reis.


A Frente Cívica quer que o Governo explique o montante da indemnização recebida pela gestora e porque nomeou Alexandra Reis para a TAP para, oito meses depois, a destituir.

Na carta assinada pelo presidente da Frente Cívica, Paulo de Morais, e o vice-presidente João Paulo Batalha pode ler-se: “O poder de a exonerar, ou promover a sua renúncia, é do accionista. É pois ao Governo que compete explicar por que razão pediu a Alexandra Reis que abandonasse a TAP escassos meses depois de a nomear, e se a sua indigitação para a presidência da NAV fez parte deste acordo de renúncia”.

A associação aponta, ainda, que “sem estas explicações, fica a suspeita de que a actual Secretária de Estado do Tesouro beneficiou, não de um, mas de dois ‘para-quedas dourados’ – o primeiro com uma indemnização suspeita dada pela TAP, o segundo com nova nomeação para outra empresa pública, dada pelo Governo”.

Em nota à imprensa, a Frente Cívica informa que pede que seja publicado o acordo de renúncia entre Alexandra Reis e a TAP e deixa três perguntas a Pedro Nuno Santos:

  • Por que razão o Governo promoveu a renúncia da administradora Alexandra Reis, oito meses depois de a ter nomeado?
  • Se, à data da renúncia de Alexandra Reis, já tinha sido discutida, formal ou informalmente, a sua nomeação para a NAV?
  • Que condições objectivas faziam da gestora em causa uma má escolha para a Administração da TAP, mas uma boa escolha para a Administração da NAV?

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também