8.9 C
Guimarães
Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023

Vitória: Pepa carrega ambição de vencer em Arouca

O treinador do Vitória está um pouco preocupado com a finalização mas está tranquilo porque no processo de jogo a equipa tem estado bem.


Numa conferência de imprensa dominada pelo golo, o treinador acredita que o Vitória vai continuar a jogar “com o mesmo espírito e a mesma qualidade”. E, sobretudo, impondo “o ritmo de jogo que nós queremos”.

Antevê que o jogo com o Arouca “será intenso, bem disputado, em velocidade” e que o Vitória chegará ao último terço do campo com muitos jogadores, alargando o leque de possibilidades de concretização.

E se a equipa continuar a mostrar qualidade “os golos vão acontecer com naturalidade” e sem qualquer ansiedade.

Pepa entende que “os jogadores têm-se revelado concentrados”, sabe que “o que está a ser feito, está a ser bem feito” e visível no caminho já percorrido. “Temos esse discernimento de perceber que as coisas estão a ser bem feitas” – adiantou.

GRÁFICO DE FORMA:

Nesse ainda curto historial, recorda que o Vitória “sofre poucos golos e não permite grandes facilidades aos avançados adversários”. Lembra que “contra equipas fortes e organizadas temos conseguido mandar no jogo com facilidade”.

Numa abordagem ao passado e ao que poderia, em teoria, ter acontecido nos cinco jogos já disputados, Pepa defende que se tudo tivesse corrido bem, sobretudo com mais golos marcados, “poderíamos estar a falar de um arranque de época extraordinário”.

E justifica: “se não tivéssemos bola, volume ofensivo, combatividade, nos jogos poderíamos pensar o contrário”. Mas relembra que “o que equipa faz, no processo de jogo, deixa-me tranquilo”.

Revela “muita confiança” na equipa, nos jogadores e no sucesso que há-de chegar com mais golos. “Basta ver a forma e alegria como os jogadores trabalham nos treinos e nos jogos, a competitividade que temos no plantel, a intensidade com que abordamos cada partida”.

Fez notar que “o mais importante é o que nós queremos deste jogo”. Admite que “só nós, treinador e jogadores, poderemos manter esta chama de qualidade e de intensidade”. Com fé nos seus jogadores, acredita que “o golo vem aí, porque é na finalização que nos falta afirmar o valor da equipa”.

📸 Vitória SC

O treinador confia que a evolução da equipa “está a ser consistente, fará as coisas com critério e com muita paciência. E seguramente dará passos em frente” – acredita.

“Foi esta comunhão e este casamento que nos provou que o futebol não é a mesma coisa sem adeptos.”

Sobre o comportamento dos adeptos, o que se passou no último jogo, com o Belenenses SAD é inesquecível. “Não podemos perdê-la, ou esquecê-la porque foi esta comunhão e este casamento que nos provou que o futebol não é a mesma coisa sem adeptos”.

Percebe que vai voltar a sentir como o Vitória “é especial quando entrar em campo e ver a bancada em tons de branco e preto”, a julgar pelos bilhetes já vendidos. Para um jogo, num Sábado, à noite e longe de Guimarães.

“Queremos ganhar e jogar bem como se jogássemos no estádio D. Afonso Henriques”, revelando quanto é bom sentir a presença dos adeptos, no pós-pandemia, facto que “só ajuda ao espectáculo”.

Este moldar dos estádios com os adeptos, foi especialmente sentido, com o Belenenses, pois, mesmo com o Vitória reduzido a nove jogadores, Pepa, sentiu que “parecia que estávamos jogar 11 contra 11”.

É esta presença dos adeptos que o treinador entende que “é inegociável, nenhum jogador, deve deixar de dar tudo por tudo, dar a vida dentro de campo, como se diz no futebol”. E recorda como André André saiu o relvado exausto. “Se lhe tapassem a boca, cairia no chão” – disse.

Definitivamente, o treinador é o maior crente no plantel do Vitória. “Temos qualidade individual para fazer um grande jogo e ganhar o jogo, independente da qualidade do Arouca”.

Sobre o Arouca, o próximo adversário, já amanhã, às 20h30, Pepa destaca as suas qualidades: “é forte no momento de recuperar a bola, joga em profundidade e tem um treinador que já passou por aqui. E o plantel foi reforçado no fecho do mercado” – concluiu.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também