20.7 C
Guimarães
Quinta-feira, Junho 20, 2024

Vitória: lista com assinaturas duvidosas aceite

A lista de subscritores da candidatura de Miguel Pinto Lisboa foi reanalisada mas a mesa da Assembleia Geral considerou que tem assinaturas suficientes para ir a sufrágio.


A decisão da mesa da Assembleia Geral foi publicada no site do Vitória. E confirma que depois de “protestos verbais” das listas MAIS VITÓRIA e SIM VITÓRIA, sobre a regularidade da lista de sócios proponentes e subscritores da candidatura do actual presidente UM VITÓRIA DE TODOS, foram “efectivamente detectadas assinaturas que poderão suscitar dúvidas quanto à sua autenticidade”.

José Antunes e seus pares consideram, no entanto, que após “reanalisar a lista apresentada pela candidatura UM VITÓRIA DE TODOS, não pode “aferir da existência da prática de falsificação”, pelo que foi entendido “expurgar essas assinaturas” da lista que continua a ter “assinaturas suficientes” para ser admitida como participante na escolha dos sócios do Vitória para novos corpos gerentes.

A mesa esclarece que vai dar “imediato conhecimento ao Conselho de Jurisdição” destas anomalias relacionadas com as assinaturas das listas para “análise e eventual participação às autoridades judiciárias”.

Este contencioso pré-eleitoral não atrasará, contudo, o processo das novas eleições marcadas para 5 de Março.

“Cria em torno do Vitória Sport Clube um ruído com o qual a candidatura não pode compactuar”.

Apesar da constatação da mesa que reconhece ter a sua lista assinaturas que podem “suscitar dúvidas quanto à sua autenticidade”, a candidatura de Pinto Lisboa UM VITÓRIA DE TODOS justifica que tendo sido “confrontada com suspeitas de irregularidades em algumas assinaturas”, sustenta que estas “não comprometendo o definido nos estatutos e a confirmação da nossa candidatura”, constituem “uma suspeição intolerável e que, em última instância, cria em torno do Vitória Sport Clube um ruído com o qual a candidatura não pode compactuar”.

Pinto Lisboa e seus pares candidatos consideram este alarido com epicentro no Vitória são “insinuações” que têm vindo “a perpassar, desde o final da tarde de Segunda-feira, não apenas para a comunicação social, mas também para as redes sociais, tendo já sido noticiadas através da imprensa local”.

Em comunicado difundido, a lista UM VITÓRIA DE TODOS, afirma que pretende “deixar absolutamente claro que nenhum dos seus elementos ou alguém por eles autorizado promoveu ou aceitou qualquer assinatura que não cumpra escrupulosamente os princípios da legalidade”.

E afirma que “não cabe a esta lista alimentar ou propor qualquer tipo de suspeição sobre quem possa ter cometido ou promovido tais supostas irregularidades ou com que intenções o terá feito”.

Reconhece que “o cabal esclarecimento desta situação é absolutamente inviável” e “o prolongamento da suspeição terá um dano evidente para o acto eleitoral e para o bom nome do Vitória Sport Clube”, instando formalmente a mesa da assembleia geral a indagar juntos das outras duas candidaturas “se a retirada da lista UM VITÓRIA DE TODOS contribui para a salvaguarda do bom nome do Vitória Sport Clube e da sua assembleia geral eleitoral”.

Por fim, a candidatura de Pinto Lisboa admite apresentar uma participação “ao Ministério Público para que este apure a eventual prática de qualquer crime de falsificação”.

📸 GA!

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também